Home | Municipios | Faro transforma a Rua Caldas Xavier em espaço verde
Faro transforma a Rua Caldas Xavier em espaço verde

Faro transforma a Rua Caldas Xavier em espaço verde

A iniciativa “Living Streets” financia o projeto da cidade de Faro, para transformar a Rua Caldas Xavier, numa artéria de espaço verde, livre de automóveis, adequado para convívio e atividades ao ar livre.

O Município de Faro foi o vencedor do projeto Living Streets, uma iniciativa que visa a criação de locais  convívio e experimentação no espaço público até aqui ocupado pelos automóveis. No âmbito deste projeto, a primeira living street de Faro vai ser criada na rua Caldas Xavier, nas imediações do bairro do Bom João, com a transformação deste espaço amplo, que hoje em dia serve exclusivamente para estacionamento automóvel, numa zona verde que passará a ser utilizada para convívio e atividades ao ar livre.

Os resultados do concurso nacional foram agora anunciados pela Oeste Sustentável – Agência Regional de Energia e Ambiente do Oeste, entidade parceira responsável pela receção de candidaturas em Portugal deste projeto que conta com financiamento do programa EUKI (Iniciativa Europeia para o Clima) do Ministério Federal do Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear da Alemanha. Além de Faro, que obteve a maior pontuação das 13 propostas submetidas, também o Município de Óbidos, que teve a segunda proposta mais votada, vai receber um montante de 20 mil euros para poder implementar o seu projeto. As intervenções devem acontecer entre o próximo mês de dezembro e outubro de 2021.

No âmbito da intervenção proposta, a Rua Caldas Xavier será alvo de uma reconfiguração, cujos detalhes serão oportunamente apresentados. O objetivo é devolver este espaço aos cidadãos e moradores, promovendo relações de vizinhança e sentido de pertença. Após recolha de opiniões dos moradores e contando com a sua participação ativa na conceção do projeto final, será criada uma área verde ideal para conviver, comer, jogar, estudar, trabalhar, ler, andar de bicicleta ou respirar ar puro.

Esta “Living Street” será munida de vários equipamentos municipais, como mesas, bancos, floreiras, baloiços, camas de rede ou parque de bicicletas, que serão produzidos, sempre que possível, com recurso a materiais reutilizáveis e recicláveis.

Para que a população possa usufruir deste espaço com mais qualidade e segurança, aos fins de semana o trânsito rodoviário vai ser ali muito condicionado, salvaguardando-se os acessos às garagens existentes.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.