Home » Atualidade » Nacional » Infla√ß√£o dispara reclama√ß√Ķes de consumidores
Infla√ß√£o dispara reclama√ß√Ķes de consumidores

Infla√ß√£o dispara reclama√ß√Ķes de consumidores

O custo de vida agravou-se em v√°rias frentes: alimenta√ß√£o, habita√ß√£o, energia, √°gua, servi√ßos e transportes. Esta subida de pre√ßos fez disparar as reclama√ß√Ķes dos portugueses no Portal da Queixa.

Desde o in√≠cio do ano, foram registadas pelos consumidores quase 3.000 queixas relacionadas com a infla√ß√£o, um aumento de 82% face a 2022. As categorias ‚Äė√Āgua, Eletricidade e G√°s‚Äô, ‚ÄėBancos, Financeiras e Pagamentos‚Äô e ‘Gastronomia, Alimenta√ß√£o e Bebidas’ s√£o as que absorvem mais reclama√ß√Ķes.

A subida de pre√ßos dos bens e servi√ßos, como consequ√™ncia da infla√ß√£o, teve um grande impacto no bolso dos portugueses e na insatisfa√ß√£o tornada p√ļblica pelos consumidores no Portal da Queixa. Energia, √°gua, empr√©stimos, rendas, alimenta√ß√£o, s√£o as √°reas mais afetadas.

Uma an√°lise do Portal da Queixa revela que, em apenas 24 dias, chegaram √† plataforma quase 3.000 reclama√ß√Ķes relacionadas com a infla√ß√£o. No per√≠odo de 1 a 24 de janeiro, o n√ļmero de reclama√ß√Ķes registou um crescimento de 82%(2.816), em compara√ß√£o com o per√≠odo hom√≥logo de 2022, onde se verificaram 1.540 queixas.

Entre as categorias analisadas, verificou-se que lideram no n√ļmero de reclama√ß√Ķes a √Āgua, Eletricidade e G√°s com 583 queixas, sendo o principal motivo apontado pelos consumidores o ‚Äúaumento das faturas‚ÄĚ, a gerar 39% das queixas registadas.

Segue-se a categoria Bancos, Financeiras e Pagamentos a recolher 529 reclama√ß√Ķes. Entre os principais motivos reportados e a ocupar uma fatia de 23% das queixas apresentadas est√£o os ‚Äúproblemas com cr√©ditos‚ÄĚ.

A terceira categoria mais reclamada √© Gastronomia, Alimenta√ß√£o e Bebidas a absorver 303 reclama√ß√Ķes. J√° na categoria Hiper e Supermercados, foram registadas 220 reclama√ß√Ķes e o principal motivo de queixa dos consumidores refere-se ao ‚Äúaumento do pre√ßo nos produtos‚ÄĚ, a ocupar uma fatia de 37%.

Segundo a an√°lise efetuada, a insatisfa√ß√£o dos portugueses recai tamb√©m sobre a categoria Seguros Vida, Auto e Planos de Sa√ļde, com 233 reclama√ß√Ķes registadas at√© ao dia 24 de janeiro. Entre os principais motivos est√£o: a ‚Äúcobran√ßa indevida de servi√ßos‚ÄĚ, a gerar 64% das queixas e o ‚Äúaumento do custo do plano contratado‚ÄĚ, a pesar 12% no total registado.

No setor Transportes, face ao aumento dos pre√ßos, as queixas tamb√©m n√£o se fizeram esperar. Os problemas com pagamentos em transportes e portagens geraram 313 reclama√ß√Ķes nesta categoria, sendo que 14% das queixas dos consumidores s√£o referentes ‚Äúa aumentos e cobran√ßas indevidas nas portagens‚ÄĚ.

Para este estudo, foram analisadas as seguintes categorias: √Āgua, Eletricidade e G√°s; Bancos, Financeiras e Pagamentos; Gastronomia, Alimenta√ß√£o e Bebidas; Hiper e Supermercados; Seguros Vida, Auto e Planos de Sa√ļde e Transportes.

De referir que, o aumento do custo de vida é a maior preocupação de 93% dos cidadãos da UE e de 98% dos portugueses, de acordo com o mais recente Eurobarómetro, divulgado este mês.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.