Home | Cultura | Museus | Iniciativas do CIAJG no Dia Internacional dos Museus
Iniciativas do CIAJG no Dia Internacional dos Museus

Iniciativas do CIAJG no Dia Internacional dos Museus

O Dia Internacional dos Museus que comemora-se em todo o mundo, no próximo dia 18 de maio, em todo o mundo. O Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG), em Guimarães, associa-se à celebração convidando o público a conhecer o seu mais recente ciclo de exposições e a participar num conjunto de atividades especialmente preparadas para este dia.

10h00, 11h00, 12h00
Visitas orientadas ao ciclo de exposições “Voz Multiplicada”
Teresa Arêde e Luísa Abreu

14h00
Oficina de artes visuais “Sorte ao Desenho, Desenho à Sorte”
Luísa Abreu

15h30
Oficina de correspondência “CartaMuseu”
Patrícia Geraldes

Educação e Mediação Cultural

Público-alvo Maiores de 3 (visitas) / Maiores de 6 (oficinas)

Duração c. 90 min. (adaptável à faixa etária)

Lotação limitada

Participação gratuita, mediante inscrição prévia através do e-mail mediacaocultural@aoficina.pt, ou do tlf. 253 424 716

19h00
Ruminar o museu
Ação-performance-percurso-degustação
André Alves, Filipa Araújo, Max Fernandes e artistas convidados

“Ruminar o museu” é um percurso guiado e uma reflexão poética concebida especialmente para o CIAJG da autoria dos artistas André Alves, Filipa Araújo e Max Fernandes. Entre o interior e o exterior do museu, o público é convidado a participar em experiências audiovisuais e sensoriais que pensam a história enquanto narração, degustação e metabolismo. Não é alheia a esta ação a memória do antigo mercado de Guimarães que ocupou o espaço onde se encontra atualmente o CIAJG.

Todas as idades
Entrada gratuita, até ao limite da lotação disponível
CIAJG

21h30
Conversa com Carlos Bernardo, Nuno Grande e Eduardo Brito
Um museu na cidade
Moderação de Samuel Silva

Quando foi inaugurado, há 10 anos, o CIAJG era a obra mais emblemática da Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura. Uma década depois da “festa”, que espaço é este que foi entregue à cidade? Tornou-se o ícone que foi projetado para ser? E que relação têm os vimaranenses com o “seu” museu de arte contemporânea?

Todas as idades
Entrada gratuita, até ao limite da lotação disponível

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.