Home » Ci√™ncia & Tecno » Ci√™ncia » Investigadores da UC desenvolvem tecnologia inovadora
Investigadores da UC desenvolvem tecnologia inovadora

Investigadores da UC desenvolvem tecnologia inovadora

Uma equipa de investigadores do Departamento de Engenharia Qu√≠mica (DEQ) da Faculdade de Ci√™ncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), em colabora√ß√£o com o Instituto Indiano de Tecnologia de Madras (IIT Madras), est√° a desenvolver uma tecnologia inovadora que pode reduzir a polui√ß√£o provocada pela ind√ļstria t√™xtil.

O projeto ‚ÄúCirRe-Dyeing‚ÄĚ, financiado pela Funda√ß√£o para a Ci√™ncia e Tecnologia (FCT), pretende criar uma plataforma circular que permita reutilizar os corantes utilizados nos processos de tingimento de fibras e tecidos, bem como a √°gua presente nos efluentes.

Atualmente, a ind√ļstria t√™xtil est√° entre as cinco maiores poluidoras do mundo, em particular no que respeita ao consumo de √°gua. A previs√£o √© que, at√© 2030, haja um crescimento de produ√ß√£o de t√™xteis na ordem das 145 milh√Ķes de toneladas.

¬ęQuando pensamos nesta quest√£o do consumo de √°gua, nas problem√°ticas que enfrentamos relativamente √† seca e que tendem a piorar no futuro, a ind√ļstria t√™xtil apresenta-se como um dos sectores que gera mais preocupa√ß√£o devido √† elevada quantidade de efluentes contaminados com corantes sint√©ticos e outros auxiliares qu√≠micos ap√≥s o processo de tingimento¬Ľ, nota Jorge Pereira, docente do DEQ e investigador no Centro de Engenharia Qu√≠mica e Recursos Renov√°veis para a Sustentabilidade (CERES).

Como resposta a este problema, a equipa liderada pelo professor da FCTUC tem vindo a desenvolver uma tecnologia inovadora que ¬ępermite recuperar e reutilizar a √°gua, os corantes e os aditivos que constituem esse efluente contaminado o maior n√ļmero de vezes poss√≠vel, dentro de um conceito de economia circular. No fundo, o objetivo √© possibilitar √† ind√ļstria a redu√ß√£o dos consumos de √°gua, mas tamb√©m de corantes, que embora sejam de baixo custo, t√™m um impacto ambiental brutal¬Ľ, explica.

Para al√©m disso, esclarece, ¬ęa tecnologia que estamos a desenvolver ir√° reduzir significativamente a quantidade de contaminantes presentes nos efluentes, facilitando o tratamento da √°gua subsequente, atrav√©s de processos mais convencionais e, consequentemente, diminuir os custos associados. Queremos uma plataforma sustent√°vel ambiental, econ√≥mica e socialmente, que possa ser utilizada em qualquer parte do mundo e em diferentes ind√ļstrias¬Ľ, afirma o investigador do CERES.

De acordo com a equipa do projeto, neste momento, a tecnologia concebida na FCTUC encontra-se em processo de prote√ß√£o intelectual. ¬ęAcreditamos que esta tecnologia tem um enorme potencial de implementa√ß√£o a n√≠vel industrial e, com o apoio das ind√ļstrias t√™xteis portuguesas, esta pode progredir para ensaios piloto e num futuro imediato contribuir para um tratamento mais eficiente e ecol√≥gico dos seus efluentes contaminados com corantes¬Ľ, conclui.

O projeto ‚ÄúCirRe-Dyeing‚ÄĚ decorre at√© 2025 e envolve aproximadamente duas dezenas de investigadores do DEQ e do IIT Madras.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.