IV Fórum Regional da Rede de Autarquias Participativas

IV Fórum Regional da Rede de Autarquias Participativas

O Auditório do Centro Cultural do Convento de S. José em Lagoa, recebeu no passado dia 20 de novembro, o IV Fórum Regional da Rede de Autarquias Participativas, uma organização conjunta entre o Município de Lagoa e a Rede de Autarquias Participativas.

Este encontro constituiu um espaço de debate e partilha de experiências diferenciadas entre diversas autarquias portuguesas e brasileiras comprometidas com o desenvolvimento e implementação de mecanismos desencadeadores de uma democracia mais participativa.

Durante o dia de trabalho, os Municípios de Cascais e Odemira e a Confederação Nacional de Municípios (CNM) brasileiros partilharam as suas experiências locais de Orçamentos Participativos e as particularidades de cada um dos seus territórios. Foram focadas práticas experimentadas e reinventadas, tendo em vista o envolvimento da sociedade civil neste instrumento de governação.

Por outro lado, e porque a Câmara Municipal de Lagoa tem promovido uma política de reconstrução do diálogo e confiança com a sua população através da implementação de instrumentos de participação e transparência municipal, foram partilhados os resultados dos Orçamentos Participativos do concelho numa cerimónia de entrega de três carrinhas de apoio à população de Porches e Lagoa.

A par, foram anunciadas as restantes propostas vencedoras de 2017 (criação de um circuito de pumptrack; requalificação/pavimentação do final da Rua 25 de abril até ao túnel das Marinhas, em Estômbar; Criação de Parque Urbano na Bela Vista) e realizada a entrega das Cartas de Compromisso às Propostas vencedoras de 2018 (asfaltamento do acesso e abastecimento de água ao Vale da Vila; continuação do alcatroamento da estrada de Vale Canada e carrinha de 9 lugares para servir a população de Ferragudo). O momento serviu ainda para visitar uma das mais emblemáticas obras do Orçamento Participativo já concluídas – a Parede de Escalada, integrada no Complexo Desportivo de Estômbar.

O dia encerrou com a apresentação pública do livro “Esperança Democrática – 30 anos de Orçamentos Participativos no Mundo”, coordenado por Nelson Dias, que deixou aos presentes uma retrospetiva do mundo nos últimos trinta anos e de como as mudanças influíram na crise do sistema e na confiança da população nos processos democráticos de governação.

Em torno destas mudanças também o Orçamento Participativo se transformou, cresceu e replicou em diferentes locais do globo. Se ontem este foi utilizado como instrumento de combate à pobreza e exclusão social de âmbito local, hoje constitui uma ferramenta institucionalizada e de âmbito nacional capaz de gerar confiança e maior envolvimento da sociedade civil nos atos de governação, reinventando a Democracia tal como a conhecemos.

Lagoa compromete-se, por isso, numa reflexão sobre os processos de participação, estimulando as cidadãs e cidadãos para a causa pública numa estratégia de participação democrática na vida do concelho. Este gesto permite contar com as ideias e os conhecimentos de cada um na gestão autárquica, através de um salutar exercício de cidadania proactiva e responsável onde o diálogo social é o motor do processo de educação para a cidadania.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close