Home » Economia » Empresas » LEROY MERLIN constr√≥i nova Plataforma Log√≠stica
LEROY MERLIN constrói nova Plataforma Logística

LEROY MERLIN constrói nova Plataforma Logística

A LEROY MERLIN vai arrancar em janeiro com as obras de constru√ß√£o da maior plataforma log√≠stica da empresa em Portugal. Para este retalhista, a constru√ß√£o do Centro de Distribui√ß√£o Nacional resulta da estrat√©gia de centraliza√ß√£o das opera√ß√Ķes log√≠sticas nacionais.

A constru√ß√£o do Centro de Distribui√ß√£o Nacional ir√° permitir agregar num s√≥ espa√ßo todas as opera√ß√Ķes nacionais, o que ter√° um impacto significativo no aumento de efici√™ncia e redu√ß√£o de custos operacionais de armazenagem e transporte. A LEROY MERLIN ir√° tamb√©m implementar neste centro, solu√ß√Ķes inovadoras no √Ęmbito da mecaniza√ß√£o e automa√ß√£o das suas opera√ß√Ķes, tornando-o numa refer√™ncia log√≠stica no sector e dentro do universo de empresas ADEO, grupo ao qual pertence a LEROY MERLIN.

Para Jos√© Miranda, L√≠der de Supply Chain e Delivery da LEROY MERLIN Portugal, ‚Äúeste Centro de Distribui√ß√£o √© fundamental para a nossa estrat√©gia de crescimento nacional e √© um pilar essencial no desenvolvimento da LEROY MERLIN como empresa plataforma, dando apoio √†s lojas, bem como a todo o mercado online‚ÄĚ.

‚ÄúPara al√©m dos ganhos operacionais, que nos v√£o permitir servir melhor os nossos clientes, esta nova plataforma significa uma aposta forte na seguran√ßa dos nossos colaboradores e na redu√ß√£o da nossa pegada de carbono‚ÄĚ, acrescenta o respons√°vel.

A constru√ß√£o da plataforma, com uma superf√≠cie de 105.500 m2 num √ļnico armaz√©m, ter√° in√≠cio em janeiro de 2023. O complexo ficar√° localizado na zona da Castanheira do Ribatejo, num terreno adquirido no final de outubro. Esta √© uma √°rea estrat√©gica no cruzamento da autoestrada A1, Lisboa – Porto, com a A10, a estrada que liga Lisboa a Espanha e ao Algarve.

A LEROY MERLIN estima que, uma vez operacional, o Centro de Distribuição venha a gerar cerca de 400 empregos, o que irá contribuir para a criação de emprego nesta região. Durante a fase de construção, serão gerados cerca de 250 empregos com a participação de cerca de 40 empresas nacionais e locais.

Esta plataforma será a primeira a ser construída em Portugal pela Montepino Logística, gerida por Valfondo, na sequência do mais recente posicionamento da empresa no mercado imobiliário internacional.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.