Home » Municipios » Loul√© revive com F√© e Tradi√ß√£o a Festa da M√£e Soberana
Loulé revive com Fé e Tradição a Festa da Mãe Soberana

Loulé revive com Fé e Tradição a Festa da Mãe Soberana

A comunidade louletana prepara-se para mais uma Festa da Mãe Soberana, a maior manifestação religiosa a Sul de Fátima e uma marca identitária deste povo. O evento divide-se em dois momentos separados por quinze dias, um período preenchido por diversas atividades eclesiásticas e culturais.

O Domingo de P√°scoa, 31 de mar√ßo, assinala o arranque das celebra√ß√Ķes, com a realiza√ß√£o da Festa Pequena. O programa lit√ļrgico come√ßa precisamente no Santu√°rio, com a ora√ß√£o do Ter√ßo, a partir das 16h00. Por volta das 17h00, tem in√≠cio a descida da Imagem da Nossa Senhora em prociss√£o, levada em ombros pelos Homens do Andor, at√© √† Igreja de S. Francisco. √Č a√≠ que tem lugar a eucaristia solene que encerra a Festa Pequena.

No per√≠odo que medeia as duas festas h√° um vasto programa lit√ļrgico, primeiro na Igreja de S. Francisco (de 1 a 10 de abril) e depois na Igreja Matriz de Loul√© (de 11 a 13). Pela primeira vez, em 2023, a Matriz acolheu o andor da Padroeira, uma iniciativa que se reedita este ano. At√© porque a Nossa Senhora da Piedade √© a Padroeira de Loul√© e, de acordo com a organiza√ß√£o, faz todo o sentido que a sua presen√ßa se sinta nas duas par√≥quias: S. Sebasti√£o e S. Clemente. Acresce ainda o facto de a Igreja Matriz de Loul√© ter sido recuperada recentemente e √© agora um Monumento Nacional que merece ser visitado por fi√©is, peregrinos e turistas. A prociss√£o que levar√° a Nossa Senhora da Piedade de S. Francisco at√© √† Matriz acontece na sexta-feira, dia 11, √†s 21h00.

Na noite do dia 13, h√° um ‚Äúcl√°ssico‚ÄĚ destas celebra√ß√Ķes, a romagem a cavalo do Clube H√≠pico, que presta homenagem √† Nossa Senhora da Piedade, pelas 21h30.

Ao n√≠vel do programa cultural destaca-se o concerto ‚ÄúM√£e Soberana‚ÄĚ, com Eduardo Ramos Trio (1 de abril, 21h00), e a Noite de Fados √† M√£e da Piedade, com V√≠tor Viola e Teresa Viola (8 de abril, 21h00).

Mas √© o dia 14 de abril que traz o momento mais significativo das celebra√ß√Ķes, a Festa Grande que atrai √† cidade milhares de fi√©is vindos de v√°rios pontos do pa√≠s. A manh√£ ser√° preenchida com a eucaristia na Matriz e a sa√≠da para o Lago do Monumento Eng¬ļ Duarte Pacheco, local que acolhe, pelas 16h00, a missa campal e consagra√ß√£o √† Nossa Senhora.

J√° perto das 17h00, tem in√≠cio a prociss√£o que levar√° a Imagem da Padroeira de volta √† sua Ermida, pontuada por momentos emotivos como a passagem em frente aos Pa√ßos do Concelho, √† Igreja de S. Francisco ou ao Convento de Santo Ant√≥nio. Ao longo do percurso, em que os Homens do Andor s√£o acompanhados pela m√ļsica da Banda Filarm√≥nica Artistas de Minerva, ser√£o muitas as ‚ÄúVivas!‚ÄĚ √† M√£e dos louletanos.

O momento triunfal dar-se-á com a chegada ao topo do monte onde se localiza a pequena Ermida, após um percurso difícil para quem carrega o pesado andor e para todos os fiéis que o acompanham, sendo esta uma enorme demonstração de fé.

Recorde-se que as festividades da Mãe Soberana constituem uma tradição que data do século XVI e são hoje, além de um momento espantoso da fé cristã nesta terra, um dos principais roteiros do turismo religioso do país.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.