Maradona pediu a mediação da UE no caso do fisco italiano

O Argentino Diego Maradona, antiga estrela do futebol mundial, terá pedido a intervenção da União Europeia, para mediar o conflito que tem com o fisco italiano, que lhe exige 40 milhões de euros referentes a impostos não liquidados, o que lhe condiciona os movimentos e as viagens.

“El Pibe” afirma-se perseguido pela Itália e adianta que: “Não cometi nenhuma fraude. Não tenho 40 milhões de euros, nem sequer ganhei essa verba ao longo da minha vida”, afirmou hoje em conferência de imprensa.

O astro argentino que é endeusado na cidade de Nápoles, diz-se disponível para dialogar com a Equitalia, a agência responsável pela recolha de impostos em Itália, mas reafirma que nunca ganhou esse montante em toda a carreira, como futebolista de primeiro plano.

Entretanto o deputado europeu Crescenzio Rivellini, do partido de Silvio Belusconi, diz ter assumido a defesa do caso por ser exemplar, “como forma de prestar justiça aos contribuintes italianos, perseguidos por um fisco demasiado intrusivo”.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close