Home | Sociedade | Escolas e universidade | Matrículas de alunos no site do MEC geram reclamações
Matrículas de alunos no site do MEC geram reclamações
Matrículas de alunos no site do MEC geram reclamações

Matrículas de alunos no site do MEC geram reclamações

As dificuldades verificadas pelos pais e encarregados de educação no acesso ao Portal das Matrículas, o site através do qual se processa a matricula dos alunos para o próximo ano letivo, geraram no Portal da Queixa, um total de 133 reclamações dirigidas ao Mnistério da Educação e da Ciência (MEC), em apenas quatro dias.

A informação divulgada pelo Portal da Queixa, revela que este é um aumento muito significativo quando comparado com o total de queixas relacionado com o mesmo tema, em 2019, onde foram registadas 85 reclamações.

De acordo com a análise feita pela equipa do Portal da Queixa, atualmente, o MEC regista um total de 251 reclamações desde o início do ano (1 janeiro até 2 julho), relacionadas com vários motivos. A comparação com o período homólogo, permitiu identificar um aumento de 83% do número de reclamações dirigidas ao MEC, pois em 2019, foram registadas 137 reclamações.

O Ministério da Educação e da Ciência apresenta no Portal da Queixa, uma taxa de resposta de apenas 8.7% e 9.9% de taxa de solução, deixando os consumidores na maioria das vezes, sem qualquer tipo de resposta, revelam os dados da maior rede social de consumidores de Portugal, constatando que são indicadores muito diferentes de outras entidades públicas, como é o caso do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), que apresenta um taxa de resposta de 100% e 99.4% de solução, assim como do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), com uma taxa de resposta de 99.8% e 94.9% de solução.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close