Home » Cultura » Geral » Mazda Stories: A lenda dos grous de papel
Mazda Stories: A lenda dos grous de papel

Mazda Stories: A lenda dos grous de papel

No Jap√£o, o grou √© um s√≠mbolo de longevidade e fortuna, raz√£o que o leva a ser um dos elementos mais populares no universo do Origami, a ancestral arte japonesa de dobragem de papel. Acredita-se, ainda, que o poder do grou de papel vai muito al√©m da simples magia est√©tica de transforma√ß√£o de um quadrado plano na ave de origami mais ic√≥nica do mundo: segundo a ‚ÄúLenda de Senbazuru‚ÄĚ, a quem dobrar mil tsurus em papel ser√° concedido um desejo.

Por todo o Jap√£o, a hist√≥ria do jovem Sadako Sasaki, de 12 anos talvez seja a que melhor traduz essa popular lenda. Tendo sofrido envenenamento por radia√ß√£o da bomba at√≥mica que, em 1945, se abateu sobre Hiroshima, Sadako prop√īs-se dobrar mil tsurus em papel na esperan√ßa de lhe ser concedido o desejo de recupera√ß√£o. A sua hist√≥ria ecoou por toda a na√ß√£o nip√≥nica, pelo que estas pequenas pe√ßas artesanais continuam a ser um s√≠mbolo de recupera√ß√£o, de mensagens de paz e de esperan√ßa por todo o Jap√£o.

Artista e professor baseado na Florida (EUA), Kuniko Yamamoto esteve sempre rodeado pela arte da dobragem de papel. “Cresci com origamis espalhados por toda a casa, a minha m√£e fazia caixas de origami para guardar clips, a minha av√≥ embrulhava ovos na perfei√ß√£o em pe√ßas de origami e o meu tio fazia truques de bar com guardanapos de papel em origami”, recorda.

Yamamoto cresceu no Japão e é, há duas décadas, profissional deste trabalho de dobragem de papel, mas as suas raízes no mundo do origami são muito mais profundas, arte em que se iniciou aos cinco anos de idade. Mas se os copos para ovos ou as pequenas caixas de papel talvez não sejam uma visão comum em todo o mundo, os grous de papel são imediatamente reconhecidos a nível global.

Meticuloso processo resulta numa peça em perfeito equilíbrio

De acordo com Toshi Aoyagi, membro fundador da Origami Society of Toronto, no Canad√°, os amadores da arte do origami mostram-se sempre ansiosos por dominar a t√©cnica mais gen√©rica do grou, mas n√£o √© algo que todos consigam alcan√ßar de imediato. “Considero o grou como uma pe√ßa de gradua√ß√£o para o final de uma aula de principiantes”, explica Aoyagi.

H√° muitos anos que Aoyagi ensina a t√©cnica do origami a adultos e crian√ßas, apontando o qu√£o intimista √© este of√≠cio, de aprendizagem dos mais pequenos detalhes da dobragem de papel, que requerem um acompanhamento pr√≥ximo, muitas vezes pr√°tico, adaptado a cada aluno individualmente. “Alguns dizem que os japoneses s√£o naturalmente bons a fazer dobragens, algo que eu n√£o ache que seja inteiramente verdade”, refere com um sorriso.

O origami √© tido como uma forma de arte muito antiga, mas tanto Yamamoto como Aoyagi salientam que as suas origens s√£o desconhecidas. O livro ‚ÄúHiden Senbazuru Orikata‚ÄĚ (‚ÄúSegredo para Dobrar 1.000 Grous‚ÄĚ) √© o primeiro t√≠tulo conhecido sobre o tema, tendo sido publicado em 1797. “Se este √© o livro de origami mais antigo, ent√£o o origami n√£o seria assim t√£o ancestral”, aponta Aoyagi. Fatores como a disponibilidade de papel e em tempo livre s√£o elementos importantes a ter em conta quando se pensa na hist√≥ria do origami, uma arte que obriga a esses recursos e a horas. Para al√©m disso √©, naturalmente, necess√°ria alguma inspira√ß√£o.

Aoyagi considera o grou de papel como um dos objetos mais perfeitos em termos de trabalho. Isso porque o centro do grou ‚Äď o vinco em ‚ÄúX‚ÄĚ nas costas do p√°ssaro ‚Äď √©, tamb√©m, o centro desse peda√ßo de papel. Isto torna-se √≥bvio quando se desdobra um grou: o padr√£o desse vinco estende-se pelo meio, quase parecendo um floco de neve. “√Č algo t√£o poderoso conseguir este tipo de equil√≠brio no design”, diz, “a quantidade de papel usado, em quatro diferentes dire√ß√Ķes, √© exatamente igual.” √Č este equil√≠brio que permite que um tsuru fique devidamente pendurado apenas com o recurso a um fio a meio.

Em boa verdade, o chamado grou b√°sico √© uma maravilha t√©cnica, que o torna, tamb√©m, numa ferramenta de ensino eficaz. Yamamoto refere que, atrav√©s do origami, “os alunos aprendem matem√°tica, fra√ß√Ķes, geometria b√°sica e at√© o sistema num√©rico.” Acrescenta que este of√≠cio pode tamb√©m fomentar as habilidades lingu√≠sticas, √† medida que as crian√ßas aprendem a comunicar corretamente cada passo do processo. “Ainda busco pelas melhores formas de ligar a t√©cnica do origami ao curr√≠culo escolar em termos de aprendizagem criativa; esta tem sido uma enorme viagem”, partilha.

Monumento pela Paz Infantil com grous de papel de todo o mundo

√Č em Hiroshima que se ergue o Monumento da Paz Infantil, um memorial inaugurado a 5 de maio de 1958 e que celebra Sadako Sasaki e os milhares de crian√ßas que foram v√≠timas do bombardeamento at√≥mico da cidade. O mesmo integra um grou de papel em bronze, elemento doado por Hideki Yukawa, o primeiro japon√™s a ser distinguido com um Nobel de F√≠sica, em 1949.

Nas estruturas montadas em seu redor veem-se pendurados grous de papel de m√ļltiplas cores, origin√°rios de todo o planeta, que n√£o s√≥ incentivam a recupera√ß√£o de doen√ßas, mas que tamb√©m s√£o resultado de oferendas dos f√£s de in√ļmeras celebridades e atletas, como destaca Aoyago.

Devido √†s restri√ß√Ķes de viagens causadas pela pandemia, a cidade ‚Äď onde at√© h√° um edif√≠cio denominado Orizuru Tower ‚Äď registou uma diminui√ß√£o no n√ļmero de visitantes e, com isso, uma redu√ß√£o no n√ļmero de exemplares pendurados no memorial pela paz. Para colmatar este decr√©scimo, a Mazda tem trabalhado ainda mais afincadamente no seu ‚ÄúMazda Paper Crane Project‚ÄĚ (‚ÄúProjeto Grous de Papel‚ÄĚ), convidando, em cada ano, todos os seus distribuidores internacionais, funcion√°rios e comunidades locais a contribuir com milhares de exemplares do pequeno p√°ssaro de papel.

A magia do grou de papel mantém-se, assim, bem viva em Hiroshima!

Fonte: Mazda Portugal

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.