Monika Streitová e Ana Telles no Festival Sem Sombras

Monika Streitová e Ana Telles no Festival Sem Sombras

583

O Festival Terras sem Sombra assinala o Dia Internacional da Mulher, com uma sugestão para o fim de semana de 29 de Fevereiro e 1 de Março, em Arraiolos, um programa musical protagonizado pela flautista checa Monika Streitová e pela pianista portuguesa Ana Telles.

A programação para o fim-de-semana em Arraiolos, destaca a arte no feminino, seja pela grande música, seja pelo saber ancestral das tapeteiras. São também as mulheres quem assume o protagonismo na jornada de conservação da natureza, dedicada à bolota, dando a conhecer as suas experiências, tanto do ponto de vista da ciência como da vida empresarial.

A música faz-se ouvir no sábado, às 21h30, na igreja do convento de Nossa Senhora da Assunção, num diálogo musical entre a flauta da checa Monika Streitová e o piano da portuguesa Ana Telles. O repertório contempla exclusivamente peças compostas por mulheres, num período alargado que se estende da Idade Média até à contemporaneidade.

A propósito do programa, Juan Ángel Vela del Campo, diretor artístico do Festival, destaca as “peças da alemã Hildegarda de Bingen, uma poderosa referência na História feminina da Música e da tártara-russa Sofiya Gubaydulina, a mais reconhecida e admirada compositora viva dos nossos dias. A par dessas, surgem outras figuras primordiais, incluindo criadoras tão destacadas como a checa Vítězslava Kaprálová, a francesa Cécile Chaminade ou a austríaca Maria Theresia von Paradis”.

Tanto o público como a crítica destacam o enorme talento e a grande sensibilidade das interpretações deste nascente duo. Monika Streitová é uma flautista checa com fortes ligações a Portugal. O seu repertório inclui mais de 200 estreias mundiais e tem-se apresentado por toda a Europa quer a solo, quer em diversas formações.

Ana Telles, pianista e musicóloga de projeção cosmopolita, formada em Lisboa, Nova Iorque e Paris, tem-se apresentado a nível nacional e internacional em salas prestigiadas como solista e em grupos de câmara. A sua discografia conta já com dezena e meia de títulos.

Num ano em que a República Checa é país convidado da 16.ª edição do Festival, este concerto luso-checo afigura-se como um momento de aprofundamento do diálogo artístico entre intérpretes dos dois países.

A paragem em Arraiolos no roteiro do Festival Terras sem Sombra, acontece, numa iniciativa que conta com a parceria do Município e das Pousadas de Portugal.

Partilhe:




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close