Home » Desporto » Surf & BodyBoard » Nacional de Bodyboard: Ondas √©picas na Nazar√©
Nacional de Bodyboard: Ondas épicas na Nazaré

Nacional de Bodyboard: Ondas épicas na Nazaré

O Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola (CNBBCA) aqueceu na Nazaré. Miguel Adão e Filipa Broeiro venceram, respetivamente, o open e o feminino e baralharam as contas do Circuito Nacional de Bodyboard, lançando-se na luta pelos títulos nacionais.

Depois de no primeiro dia, o Nacional ter passado pela Praia do Norte, com ondas incr√≠veis que proporcionaram mesmo a nota mais alta do campeonato, um dez para o ex-campe√£o nacional Daniel Fonseca, e v√°rias pontua√ß√Ķes excelentes, o segundo e decisivo dia de a√ß√£o decorreu na Praia do Sul com ondas pesadas na casa dos dois metros, a proporcionar tubos e rampas.

E foi com uma onda destas que Miguel Adão, na final, garantiu um 9,75 (para um total de 15,45). Um tubo com um rollo numa das maiores ondas do dia e que permitiu ao figueirense bater Daniel Fonseca mais os açorianos Pedro Correia e Rodrigo Rijo. Daniel teve 12,35, Pedro Correia 11,80 e Rijo 8,75.

‚ÄúEstou muito contente. Desde a √ļltima vit√≥ria, na P√≥voa de Varzim, h√° dois anos, que andava a conseguir bons resultados, mas sem vencer. Aconteceu aqui na Nazar√©, que considero a minha segunda casa‚ÄĚ, come√ßou por dizer Miguel Ad√£o, que descreveu assim a onda fundamental para o triunfo:

‚ÄúEstive 10 minutos √† espera de uma boa onda pois sabia que a final tinha 30 minutos e podia jogar com o tempo. Tive muita sorte em me aparecer esta onda e aproveitei-a da melhor maneira.‚ÄĚ

Com este resultado, Miguel Ad√£o ascende √† lideran√ßa do ‚Äúranking‚ÄĚ masculino, com Daniel Fonseca a seguir em segundo e o campe√£o em t√≠tulo Manuel Centeno, eliminado nas meias-finais, a ser relegado para o terceiro lugar da corrida.

Na competição feminina, Filipa Broeiro conseguiu somar duas ondas importantes face à concorrência e a ondas muito pesadas que condicionaram muito a atuação das atletas em prova, somando 11 pontos, batendo Joana Schenker (9.75), Teresa Almeida (5.35) e Teresa Padrela (3.65).

Filipa Broeiro n√£o escondeu a felicidade pela vit√≥ria e assumiu as pretens√Ķes ao t√≠tulo:

‚ÄúFoi muito importante para mim ganhar aqui pois era esse o objetivo: vencer e lutar pelo t√≠tulo. Foi importante e emocionante, n√£o s√≥ ganhar com estas condi√ß√Ķes e frente a estas atletas. Gosto deste tipo de mar, mas confesso que estava algo receosa de levar com uma destas em cima (risos). Repete-se agora o que aconteceu o ano passado, ir a Peniche para a √ļltima etapa com hip√≥teses de ser campe√£ e vou tentar corrigir os erros que cometi ent√£o e conquistar o a lycra verde do Cr√©dito Agr√≠cola [que distingue os campe√Ķes nacionais].‚ÄĚ

Com este resultado, Filipa ascende ao primeiro lugar do ‚Äúranking‚ÄĚ nacional, seguida de Joana Schenker e com Teresa Padrela em terceiro.

O circuito nacional segue agora para a quarta e derradeira etapa, em Peniche, dias 12 e 13 de Novembro.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.