Home » S√≠tios & Viagens » Regi√Ķes Tur√≠sticas » O Algarve convida √† descoberta de √°reas protegidas
O Algarve convida à descoberta de áreas protegidas

O Algarve convida à descoberta de áreas protegidas

As temperaturas amenas que se fazem sentir no Algarve durante todo o ano são particularmente agradáveis para conhecer a oferta natural do destino, sobretudo para quem privilegia atividades ao ar livre. Por isso, a Região de Turismo do Algarve, em colaboração com a Direção Regional da Conservação da Natureza e Florestas do Algarve, edita três novos guias dedicados ao Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, ao Parque Natural da Ria Formosa e à Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, que são um convite aos residentes e visitantes nacionais e estrangeiros para explorarem o património natural e histórico que se encontra em cada uma destas áreas protegidas.

Quem pretende desfrutar do Algarve e explorar novos locais e recantos naturais da regi√£o, seja num passeio pedestre, num passeio de barco ou a andar de bicicleta, vai encontrar nestas publica√ß√Ķes um conjunto de conte√ļdos de interesse, onde se destacam os mapas com op√ß√Ķes de percursos e a identifica√ß√£o de v√°rios pontos de interesse em cada parque, bem como detalhe sobre os ecossistemas, os habitats e as esp√©cies de fauna e flora que poder√£o ser observados durante a visita. A par destes aspetos e de tantas outras curiosidades e imagens ilustrativas, h√° ainda informa√ß√£o √ļtil para orientar o visitante e conte√ļdos espec√≠ficos que visam sensibilizar para as boas pr√°ticas que devem ser adotadas para a preserva√ß√£o dos diversos ambientes.

Pelo facto de o turismo de natureza ser um produto estratégico para o destino e por ser valorizado por visitantes de diferentes nacionalidades, as três brochuras que dão a conhecer as áreas naturais encontram-se disponíveis em quatro idiomas (português, inglês, castelhano e francês) em formato digital no site promocional VisitAlgarve e, brevemente, também em papel nos postos de turismo da região. A edição representa um investimento de cerca de 40 mil euros pela Região de Turismo do Algarve e está integrada no projeto VALUETUR, aprovado ao abrigo do Programa de Cooperação INTERREG V-A Espanha-Portugal 2014-2020 (POCTEP).

Cada guia retrata a diversidade e as caracter√≠sticas especiais que tornam cada uma destas tr√™s √°reas naturais √ļnicas e de classifica√ß√£o protegida do Algarve. Situado no extremo sudoeste de Portugal, o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina estende-se por 110 km numa estreita faixa do litoral das regi√Ķes do Algarve e Alentejo. Os habitats naturais e semi-naturais, tais como as arribas e fal√©sias, praias, dunas, charnecas e zonas h√ļmidas, que incluem estu√°rios, sistemas lagunares, cursos de √°gua, lagoas tempor√°rias e pequenos a√ßudes, e as esp√©cies de flora, avifauna e mam√≠feros marcam a paisagem deste territ√≥rio que aguarda a visita de quem aprecia a natureza e a vida selvagem. Sem dificuldade poder√° observar-se uma grande diversidade de esp√©cies animais, com destaque para os ninhos de cegonha-branca constru√≠dos nas fal√©sias rochosas marinhas, situa√ß√£o √ļnica no mundo. E uma visita no final do ver√£o permite observar centenas de aves em migra√ß√£o que por aqui passam e frequentemente se det√™m no extremo sudoeste do parque, um espet√°culo raro e a n√£o perder pelos apaixonados pela observa√ß√£o de aves, a quem √© anualmente dedicado o maior festival de observa√ß√£o de aves e atividades de natureza do pa√≠s, em Sagres.

Brochura do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina em formato digital

No guia dedicado √† Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo Ant√≥nio s√£o colocadas em evid√™ncia as especificidades desta √°rea que √© uma das mais importantes zonas h√ļmidas do pa√≠s, situada junto √† foz do rio Guadiana e formada por sapais salgados, corpos de √°gua salobra, salinas e esteiros e onde se encontra grande diversidade de flora, avifauna, ictiofauna, crust√°ceos e moluscos. Sabia que este ano, pela primeira, vez uma col√≥nia de flamingos nidificou com sucesso em Portugal e centenas de crias nasceram aqui? Esta √© apenas uma curiosidade desta reserva natural, ref√ļgio de uma popula√ß√£o variada de aves aqu√°ticas, facto que lhe confere um ineg√°vel valor ornitol√≥gico: 169 esp√©cies, na sua maioria aves aqu√°ticas invernantes e migradoras, ocorrem aqui regularmente, existindo ainda registos de outras esp√©cies que ocorreram de forma ocasional. Por tudo isso ou pelos 600 hectares de salinas (o sal e a flor de sal de Castro Marim t√™m mesmo certifica√ß√£o de origem protegida), pelos percursos pedestres ou pelo patrim√≥nio hist√≥rico, n√£o faltam motivos para uma visita ao sapal.

Brochura da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António em formato digital

J√° o guia relativo ao Parque Natural da Ria Formosa promove o conhecimento sobre este importante sistema lagunar que inclui zona de sapal, dunas, pradarias marinhas e grande variedade de esp√©cies de avifauna, peixes, moluscos e crust√°ceos. A sede do parque, em Olh√£o, √© o ponto de partida ideal para visitar este santu√°rio, que se estende ao longo de 60 km da costa algarvia. Mais conhecido pelo sistema lagunar da ria Formosa, um cord√£o de ilhas arenosas paralelas √† costa que protegem uma laguna, o parque natural oferece muitos pontos de interesse: das praias √†s salinas, pesca e mariscagem, dos passeios de barco aos percursos pedestres, da observa√ß√£o de aves √† visita de aldeias, fortalezas e moinhos de mar√©, entre outros atrativos como cavalos-marinhos, camale√Ķes ou flamingos, que aqui podem ser avistados.

Brochura do Parque Natural da Ria Formosa em formato digital

A edi√ß√£o destes guias sobre as tr√™s √°reas protegidas no Algarve faz parte da aposta da entidade regional de turismo no produto turismo de natureza, sendo uma a√ß√£o que decorre integrada na candidatura do projeto Valuetur a fundos da Uni√£o Europeia para a valoriza√ß√£o de √°reas protegidas de valor natural, hist√≥rico e cultural, para se tornarem geradoras de atividade econ√≥mica sustent√°vel. Neste contexto foi tamb√©m editado um folheto dirigido ao visitante do Centro de Educa√ß√£o Ambiental de Marim, um espa√ßo vocacionado para a educa√ß√£o ambiental na regi√£o e um observat√≥rio privilegiado dos v√°rios ecossistemas que comp√Ķem o Parque Natural da Ria Formosa, que oferece um percurso de visita que inclui 23 esta√ß√Ķes apoiadas por pain√©is informativos.

Guia de Visita do Centro de Educação Ambiental de Marim em formato digital

Sobre o Valuetur

O projeto Valuetur, no qual a Regi√£o de Turismo do Algarve participa, √© liderado pela Diputaci√≥n Provincial de Huelva e inclui a Consejer√≠a de Medio Ambiente y Ordenaci√≥n del Territorio da Junta de Andaluc√≠a, a Fundaci√≥n Andanatura e a Mancomunidad Condado de Huelva. Sendo um projeto transfronteiri√ßo, inclui duas √°reas protegidas ‚Äď Rio Tinto (Andaluzia) e a Ria Formosa (Algarve) ‚Äď com a finalidade de recuperar e valorizar o patrim√≥nio existente e desenvolver a oferta tur√≠stica, envolvendo as empresas e empreendedores das respetivas regi√Ķes. Pretende-se que, atrav√©s da dinamiza√ß√£o da atividade tur√≠stica e da promo√ß√£o, seja poss√≠vel aumentar o n√ļmero de visitantes nestes espa√ßos, melhorando o desenvolvimento socioecon√≥mico da regi√£o. Projeto aprovado ao abrigo do Programa de Coopera√ß√£o INTERREG V-A Espanha-Portugal 2014-2020 (POCTEP).

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.