Home | Sítios & Viagens | Turistas | O Alojamento turístico caiu mais de 50% na Europa
O Alojamento turístico caiu mais de 50% na Europa

O Alojamento turístico caiu mais de 50% na Europa

O alojamento turístico na União Europeia (UE) enfrentou em 2020, uma queda superior a 50% no número de dormidas, face ao ano anterior, devido à pandemia da covid-19, segundo dados do Eurostat.

Segundo dados do Eurostat, o gabinete estatístico europeu, em 2020, o número de noites passadas em estabelecimentos de alojamento turístico da União Europeia (UE) totalizou 1,4 mil milhões, o que representa uma redução de 52% em relação a 2019.

O número de noites registadas em 2020 em comparação com o ano anterior diminuiu em todos os Estados-membros da UE, tendo Chipre, Grécia e Malta sido os países mais afetados, com quedas superiores a 70%.

A Holanda e a Dinamarca registaram quedas na ordem dos 35%, já a Espanha, Grécia e Roménia registaram as maiores quedas com um registo de 40%.

Em 2020, na comparação com 2019, as dormidas por não residentes no país (estrangeiros) caíram 68%, enquanto as noites dormidas por residentes, caíram 38%.

Em Portugal, os estabelecimentos de alojamento turístico registaram 10,5 milhões de hóspedes e 26 milhões de dormidas, quebras de 61,3% e 63%, respetivamente, segundo dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística (INE).

As dormidas de residentes no ano passado totalizaram 13,6 milhões, uma descida de 35,4%, o valor mais baixo desde 2013, segundo o INE.

Já as dormidas de não residentes alcançaram apenas 12,3 milhões, uma descida de 74,9% (aumentaram 3,8% em 2019), o valor mais baixo desde 1984.

Lusa

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.