Home » Atualidade » Internacional » O Brasil est√° imerso numa grave crise de inseguran√ßa p√ļblica!
Segundo dados divulgados, apenas 8% dos crimes de morte, s√£o resolvidos no Brasil | Img: epocaestadobrasil

O Brasil est√° imerso numa grave crise de inseguran√ßa p√ļblica!

O mais recente “Relat√≥rio de Viol√™ncia 2014” brasileiro, da autoria da Faculdade Latino-Americana de Ci√™ncias Sociais e do Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, refere que 2012, foi o ano com maior n√ļmero de homic√≠dios desde 1980, o que significa que as campanhas para o desarmamento, n√£o surtiram qualquer efeito, na redu√ß√£o dos n√≠veis de criminalidade naquele pa√≠s sul americano.

Segundo o relatório que será divulgado dentro de algumas semanas, no ano de 2012, foram assassinadas no Brasil 56.337 pessoas, um valor na ordem dos 7,9% acima do verificado em 2011. A taxa de homicídios, que teve em consideração o crescimento populacional, aumentou 7%, o que representa, 29 vítimas por cada 100 mil habitantes.

Os dados estat√≠sticos que serviram para preparar este relat√≥rio, reportam ao ano de 2012, por ser o ano mais recente com registo de dados, considerados recorde absoluto, quando comparados com dados hist√≥ricos do SIM – Sistema de Informa√ß√Ķes de Mortalidade, entidade do Minist√©rio da Sa√ļde Brasileiro, baseados no n√ļmero de certid√Ķes de √≥bito emitidas a n√≠vel nacional.

Atualmente, mais de oito milh√Ķes de armas adquiridas de forma legal est√£o em situa√ß√£o irregular, ou seja, fora de controlo, segundo os dados do Sistema Nacional de Armas, um servi√ßo da responsabilidade da Policia Federal. Em 2010 havia cerca de nove milh√Ķes de armas de fogo com registro e controlo, mas em 2014, esse n√ļmero sofreu uma queda abismal, baixando dr√°sticamente para as 600 mil.

Mas para alguns especialistas, dirigentes de organiza√ß√Ķes de defesa do cidad√£o, o problema do agravamento da criminalidade no Brasil, n√£o tem unicamente a ver com o n√ļmero de armas cujo registo ainda n√£o foi renovado, porque essa √© uma consequ√™ncia da burocracia e do tempo indeterminado que se leva para renovar uma licen√ßa, na opini√£o desses especialistas, a principal preocupa√ß√£o das for√ßas de seguran√ßa p√ļblica, deveria ser o ataque direto ao volumoso tr√°fico de armas, que alimenta a criminalidade sem ser devidamente punido.

O problema maior est√° na impunidade, essa √© para esses especialistas, a principal raz√£o para o agravamento da viol√™ncia e do crescente n√ļmero de homicidios, a impunidade √© o principal fator, uma vez que apenas 8% dos crimes de morte, s√£o resolvidos no Brasil.

Partilhe:
O mais recente "Relat√≥rio de Viol√™ncia 2014" brasileiro, da autoria da Faculdade Latino-Americana de Ci√™ncias Sociais e do Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, refere que 2012, foi o ano com maior n√ļmero de homic√≠dios desde 1980, o que significa que as campanhas para o desarmamento, n√£o surtiram qualquer efeito, na redu√ß√£o dos n√≠veis de criminalidade naquele pa√≠s sul americano. Segundo o relat√≥rio que ser√° divulgado dentro de algumas semanas, no ano de 2012, foram assassinadas no Brasil 56.337 pessoas, um valor na ordem dos 7,9% acima do verificado em 2011. A taxa de homic√≠dios, que teve em considera√ß√£o o crescimento…

Review Overview

User Rating: 4.5 ( 1 votes)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.