Home » Atualidade » Nacional » O Conselho Portugu√™s de Prote√ß√£o Civil alerta!
A onda cobre o Farol | img: TVI

O Conselho Português de Proteção Civil alerta!

A prop√≥sito da condi√ß√Ķes de tempo que est√° a afetar o pa√≠s de norte a sul, o Conselho Portugu√™s de Prote√ß√£o Civil, emitiu um comunicado onde considera que, com ondula√ß√£o mar√≠tima expect√°vel com picos de 7 metros na costa de Portugal Continental (12 a 14 metros na costa norte da Ilha da Madeira e toda a ilha de Porto Santo), as pessoas e animais que circulem nos passeios mar√≠timos abaixo dessa cota podem ser arrastados ou mesmo ficar feridos e que, por esse motivo, devem ser desenvolvidas a√ß√Ķes de preven√ß√£o prim√°ria nas zonas de risco.

A atividade de pesca junto à linha de água e próximo do nível médio das águas do mar, é de risco elevado durante a agitação marítima que se espera, avançando que:

(…) Sendo tais efeitos expect√°veis, os Servi√ßos Municipais de Prote√ß√£o Civil (SMPC) deveriam ter j√° interditado as zonas de risco, em articula√ß√£o com a Autoridade Mar√≠tima Nacional (AMN), at√© porque os efeitos tanto podem ficar abaixo dos expect√°vel, como surpreender-nos com maior dimens√£o do que a esperada, por isso mesmo se tratam de previs√Ķes.

Importa por isso desenvolver uma cultura de preven√ß√£o nos agentes e entidades de prote√ß√£o civil bem como na sociedade civil em geral, tornando rotina procedimentos que podem poupar vidas e bens. Os Servi√ßos Municipais de Prote√ß√£o Civil (SMPC) devem ainda, com base no registo hist√≥rico de ocorr√™ncias, desenvolver a√ß√Ķes de informa√ß√£o da popula√ß√£o sobre as zonas de maior risco, n√£o esquecendo a adequa√ß√£o das campanhas √† atividade tur√≠stica e √†s pessoas sem acesso aos √≥rg√£os de comunica√ß√£o social.

Para o efeito devem recorrer √†s diversas organiza√ß√Ķes com fins de prote√ß√£o civil e socorro, bem como at√© √†s organiza√ß√Ķes integradas nos Conselhos Locais de A√ß√£o Social (CLAS).

O acordo entre os Servi√ßos Municipais de Prote√ß√£o Civil (SMPC) e os operadores de telefonia m√≥vel celular (telem√≥veis) possibilitaria ainda o aviso da popula√ß√£o por difus√£o celular, ou seja, cada portador de um telem√≥vel poderia receber em mensagem de texto as recomenda√ß√Ķes da prote√ß√£o civil local.

Seria de esperar que a Autoridade Nacional de Prote√ß√£o Civil (ANPC), utilizando a informa√ß√£o disponibilizada pelo Instituto Portugu√™s do Mar e da Atmosfera (IPMA), viesse a p√ļblico apresentar as suas recomenda√ß√Ķes de preven√ß√£o e de autoprote√ß√£o. Contudo tal n√£o aconteceu pois em Portugal n√£o temos essa cultura. Importa que esta cultura seja desenvolvida rapidamente, sob pena desta omiss√£o continuar a ter um custo elevado em vidas humanas e bens.

N√£o basta que se informe que tempo vai estar. √Č necess√°rio complementar essa informa√ß√£o com as medidas de preven√ß√£o e autoprote√ß√£o e fazer chegar a informa√ß√£o √† maior parte da popula√ß√£o e, obrigatoriamente, a toda a popula√ß√£o das zonas de risco, todos sem exce√ß√£o.(…)

A finalizar o comunicado, real√ßa-se que “todos devemos estar envolvidos na prote√ß√£o civil, porque a prote√ß√£o civil √© um dever de todos n√≥s. TODOS PRECISAMOS DE TODOS!”

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.