Home » Ci√™ncia & Tecno » Observat√≥rio de Nanopart√≠culas na Universidade de Coimbra!
Coimbra cria o primeiro Observatório de Nanopartículas

Observatório de Nanopartículas na Universidade de Coimbra!

Identificar os diferentes tipos de nanopart√≠culas existentes e avaliar os seus efeitos na sa√ļde humana e nos ecossistemas, visando a prote√ß√£o do trabalhador e das popula√ß√Ķes em geral, √© a grande miss√£o do rec√©m-criado Observat√≥rio de Nanopart√≠culas da Universidade de Coimbra (UC), o primeiro do pa√≠s.

Com um investimento de perto de um milh√£o de euros, verba financiada pelo QREN ‚Äď Quadro de Refer√™ncia Estrat√©gica Nacional – e por receitas pr√≥prias, o Observat√≥rio de Nanopart√≠culas possui equipamento e tecnologia de √ļltima gera√ß√£o como, p. ex., um aparelho capaz de detetar, captar e quantificar os diversos tipos de nanopart√≠culas suspensas no ar para as quais o pulm√£o n√£o funciona como filtro, entrando diretamente na corrente sangu√≠nea. De notar que as nanopart√≠culas est√£o presentes em ambientes insuspeitos, onde n√£o h√° manipula√ß√£o direta de nanopart√≠culas, consequ√™ncia apenas de processos industriais convencionais.

O novo Observat√≥rio √© constitu√≠do por uma equipa multidisciplinar (Engenharia, Farm√°cia, Medicina, Bioqu√≠mica, etc.) de oito investigadores doutorados que j√° promovem a√ß√Ķes junto de ind√ļstrias de todo o pa√≠s, especialmente metalomec√Ęnicas, para obter o que podemos denominar de ¬ęciclo completo das nanopart√≠culas, isto √©, desde a identifica√ß√£o, quantifica√ß√£o e caracteriza√ß√£o, at√© ao impacto que t√™m na sa√ļde humana e nos ecossistemas¬Ľ, explica Teresa Vieira, coordenadora do novo Observat√≥rio.

Os trabalhadores quer de ind√ļstrias ditas convencionais quer inovadoras (nanotecnologias) est√£o expostos a ‚Äúnuvens‚ÄĚ deste tipo de part√≠culas: ¬ęas nanopart√≠culas habitam em todo o lado, s√£o silenciosas e muito invasivas, desconhecendo-se os malef√≠cios que podem provocar. Sem alarmismos, √© essencial obter essa informa√ß√£o para permitir a ado√ß√£o de medidas de preven√ß√£o, monitoriza√ß√£o e controlo justamente para evitar danos. Por exemplo, desenvolvendo sensores de alerta e nanofiltros¬Ľ, real√ßa a tamb√©m professora da Faculdade de Ci√™ncias e Tecnologia (FCTUC) e respons√°vel do Grupo de Nanomateriais e Microfabrica√ß√£o do Centro de Engenharia Mec√Ęnica da Universidade de Coimbra.

¬ę√Č consensual a urg√™ncia em obter compet√™ncias e informa√ß√£o sobre estas part√≠culas invis√≠veis¬Ľ, observa a coordenadora do Observat√≥rio de Nanopart√≠culas que acolhe tamb√©m investigadores de outras universidades do pa√≠s.

Com a informa√ß√£o obtida nos estudos em curso, o Observat√≥rio da Nanopart√≠culas pretende ainda publicar um Prontu√°rio das Nanopart√≠culas para apoiar novos estudos e, considerando a aus√™ncia de legisla√ß√£o na mat√©ria, contribuir para a defini√ß√£o de limites legais de n√≠veis de nanopart√≠culas presentes na ind√ļstria e no ambiente.

Partilhe:
Identificar os diferentes tipos de nanopart√≠culas existentes e avaliar os seus efeitos na sa√ļde humana e nos ecossistemas, visando a prote√ß√£o do trabalhador e das popula√ß√Ķes em geral, √© a grande miss√£o do rec√©m-criado Observat√≥rio de Nanopart√≠culas da Universidade de Coimbra (UC), o primeiro do pa√≠s. Com um investimento de perto de um milh√£o de euros, verba financiada pelo QREN ‚Äď Quadro de Refer√™ncia Estrat√©gica Nacional - e por receitas pr√≥prias, o Observat√≥rio de Nanopart√≠culas possui equipamento e tecnologia de √ļltima gera√ß√£o como, p. ex., um aparelho capaz de detetar, captar e quantificar os diversos tipos de nanopart√≠culas suspensas no…

Review Overview

User Rating: 4.7 ( 1 votes)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.