Home | Municipios | Palmela debateu o transporte público em sessão presencial
Palmela debateu o transporte público em sessão presencial

Palmela debateu o transporte público em sessão presencial

A oferta do transporte público rodoviário no concelho de Palmela esteve em debate, na passada quinta feira (17), numa sessão que teve lugar  na Biblioteca Municipal, integrada na Semana Europeia da Mobilidade e na Semana da Freguesia de Palmela.

A iniciativa contou com a participação presencial de munícipes, mas também online, os quais colocaram questões ao debate, nesta sessão.

Para a Vereadora da Câmara Municipal, Fernanda Pésinho, na abertura do debate: “Num mundo mais sustentável, e em detrimento do transporte individual, os transportes coletivos devem assumir uma nova centralidade na vida do cidadão. Uma realidade possível, mas, condicionada por um conjunto de fatores.

A acessibilidade a um valor justo, a conetividade e intermodalidade, a qualidade do serviço e a adequação da oferta às necessidades dos cidadãos foram alguns exemplos elencados pela autarca, como elementos que podem condicionar a atratividade dos transportes públicos e, por conseguinte, a escolha dos cidadãos.

Criticando o desinvestimento neste setor, a autarca relembrou ainda o inadequado regime jurídico “que amarrava o Estado a um contrato de concessão que não assegurava de forma adequada o interesse público”, o que “permitiu e acentuou as atuais assimetrias entre territórios e dentro da mesma área metropolitana”.

O concelho de Palmela espelha bem essas assimetrias, sendo o território da AML – a par de Mafra – com o menor índice de cobertura de serviço público de transporte coletivo de passageiras/os.

O défice na oferta de transportes em áreas de menor densidade populacional, carreiras e horários não ajustados às necessidades dos munícipes, fraca mobilidade para segmentos de passageiros específicos e a reduzida conetividade com outros meios de transporte são algumas das fragilidades que caraterizam a oferta de transporte rodoviário no concelho.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close