Palácio de Monserrate

Parques de Sintra adquiriu relevo renascentista

1159

A Parques de Sintra adquiriu um relevo renascentista em mármore, atribuído a Gregorio di Lorenzo, com uma representação escultórica da Virgem com o Menino (77,5 cm x 58,5 cm), uma escultura do Renascimento italiano, que regressa ao Palácio de Monserrate, onde chegou a integrar, no passado, o valioso acervo do grande colecionador de arte britânico Sir Francis Cook (1817-1901).

O escultor Gregorio di Lorenzo ficou conhecido como o “Mestre das Madonnas de Mármore”, tendo exercido atividade em Florença entre 1455 e 1495, aproximadamente, período em que criou uma vasta obra, hoje representada em alguns dos principais museus internacionais, como o Louvre e a National Gallery of Art de Washington.

No início do século XX, o relevo renascentista estava exposto na escadaria interior do Palácio de Monserrate, junto a outros relevos da coleção, como documentam fotografias de época, mas em 1946 acabou por ser vendido na sequência da dispersão daquele acervo, tendo ficado na posse de uma família portuguesa a quem a Parques de Sintra agora o adquiriu. Esta compra enquadra-se na política de aquisições de obras de arte para os acervos dos Palácios geridos pela Parques de Sintra, que tem procedido ao restauro integral dos seus interiores.

“Este é o primeiro grande passo de um plano ambicioso para trazer de volta ao Palácio de Monserrate algumas peças do seu acervo original, e não poderíamos ter começado de melhor forma”, segundo o Presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, Manuel Carrasqueira Baptista.

Em 2015, a Direção-Geral do Património Cultural classificou o relevo em questão como “bem de interesse nacional”. Em despacho publicado no Diário da República é referido que a sua “proteção e valorização representam valor cultural de significado para a Nação” (Anúncio n.º 53/2015. Diário da República, 2.ª série, n.º 61, 27 de março de 2015).

Esta obra de referência renascentista será apresentada ao público no âmbito da exposição “Monserrate Revisitado”, prevista para final do presente ano, que irá reunir no Palácio peças da antiga coleção de Sir Francis Cook, hoje na posse de instituições museológicas e de particulares. Procura-se, num futuro próximo, constituir um núcleo museológico que evoque não só a importante coleção de arte, como também a vivência da família Cook em Monserrate.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close