Home » Economia » Estudos » Portugueses preferem as viagens e o lazer em f√©rias
Portugueses preferem as viagens e o lazer em férias

Portugueses preferem as viagens e o lazer em férias

As viagens e lazer est√£o entre principais inten√ß√Ķes de consumo dos portugueses, em per√≠odos de f√©rias, como a P√°scoa, que aproveitam para um merecido descanso fora da resid√™ncia habitual, segundo o “Bar√≥metro Europeu Observador Cetelem 2019”.

O estudo revela que as viagens e lazer ocupem o primeiro lugar (61%) nas principais inten√ß√Ķes de consumo dos portugueses. No p√≥dio, constam ainda os eletrodom√©sticos (46%) e os smartphones (42%). Ainda assim, os portugueses s√£o, entre os europeus, dos que t√™m mais vontade de aumentar economias no decurso de 2019.

Quando questionados acerca das suas inten√ß√Ķes de consumo para este ano, 61% dos portugueses inquiridos pelo Bar√≥metro Europeu Observador Cetelem 2019 referem em primeiro lugar as viagens e as atividades de lazer entre os produtos ou servi√ßos que tencionam adquirir. Um aumento consider√°vel em compara√ß√£o com 2018, mais 9 pontos percentuais.

Em segundo lugar no pódio, com 43%, estão os eletrodomésticos, com mais 8 pontos percentuais. Seguem-se os smartphones com 37%, que registam a maior subida (+13%). 39% dizem que vão adquirir mobiliário (+8p.p.) e 28% contam fazer obras de melhoria e/ou renovação do lar (+12p.p.)

Em termos europeus, o ranking é bastante semelhante: viagens e lazer em primeiro lugar (60%), seguido da compra de eletrodomésticos (43%) e de smartphones (37%).

Ainda assim, a vontade dos portugueses de aumentar as poupanças é superior à de aumentar gastos. Uma propensão partilhada com a maioria dos europeus, com 49% do total de inquiridos a desejar aumentar as suas economias e apenas 41% a dizer que pretendem gastar mais.

Mas estas m√©dias ocultam as disparidades existentes entre os v√°rios pa√≠ses. No topo da lista de pa√≠ses onde economizar mais √© atualmente uma prioridade encontram-se a Noruega (71%), Portugal (64%), a Su√©cia e a Dinamarca (63%), cujos cidad√£os afirmam claramente as suas inten√ß√Ķes neste sentido.

Pelo contr√°rio, a Fran√ßa (29%), a B√©lgica (36%) e a Eslov√°quia (38%) s√£o os tr√™s pa√≠ses em que os inquiridos menos querem aumentar as suas economias. √Č ainda poss√≠vel analisar que as inten√ß√Ķes de economizar mais aumentaram significativamente na maior parte dos pa√≠ses, particularmente no Leste da Europa: Bulg√°ria (+17), Hungria (+12), Rom√©nia e Pol√≥nia (+11).

No que respeita √†s inten√ß√Ķes de aumentar gastos, destacam-se claramente quatro pa√≠ses europeus, encabe√ßados pela Eslov√°quia (73%), seguida da Rom√©nia (63%), Bulg√°ria (62%) e Rep√ļblica Checa (60%). No lado oposto, h√° menos cidad√£os h√ļngaros (21%) e dinamarqueses (26%) com inten√ß√£o de aumentar gastos.

Em termos globais, os europeus questionados restringiram o or√ßamento relativamente ao ano anterior, por vezes de forma acentuada, tal como sucedeu no Reino Unido (-10), Rep√ļblica Checa (-9) e Pol√≥nia (-9 pontos). Embora 58% dos indiv√≠duos afirmem desejar consumir, 47% declaram n√£o dispor de meios para o fazer, um aumento de 7 pontos percentuais face ao ano anterior.

Entre os pa√≠ses mais relutantes em aumentar os seus gastos, quatro apresentam percentagens iguais ou superiores √† m√©dia. Este grupo √© encabe√ßado pela Rep√ļblica Checa, onde 56% dos inquiridos n√£o desejam gastar mais, seguido dos noruegueses (55%), da Eslov√°quia (50%) e da B√©lgica (51%). Sobre as inten√ß√Ķes de gastos, a percentagem de inquiridos portugueses que pretende gastar mais mantem-se est√°vel face ao ano passado (33%), menos 8 pontos percentuais que a m√©dia dos pa√≠ses inquiridos.

Parceiros e Metodologia

Para o Observador Cetelem Consumo 2019, os inqu√©ritos quantitativos aos consumidores foram conduzidos pela Harris Interactive entre 27 de novembro e 10 de dezembro de 2018, numa amostra de 13 800 indiv√≠duos com idades compreendidas entre os 18 e os 75 anos. Os inqu√©ritos foram realizados atrav√©s de entrevistas pessoais assistidas por computador (CAPI). Os indiv√≠duos inquiridos fazem parte de amostras nacionais representativas de cada pa√≠s. A representatividade da amostra total foi garantida atrav√©s do m√©todo de quotas (g√©nero, idade, PCS/rendimentos, regi√£o). Pa√≠s: Fran√ßa (FR), 1 O00 indiv√≠duos inquiridos. Alemanha (DE), √Āustria (AT), B√©lgica (BE), Bulg√°ria (BG), Dinamarca (DK), Espanha (ES), Hungria (HU), It√°lia (IT), Noruega (NO), Pol√≥nia (PL), Portugal (PT), Rep√ļblica Checa (CZ), Rom√©nia (RO), Reino Unido (UK), Eslov√°quia (SK), Su√©cia (SU): 800 indiv√≠duos inquiridos por pa√≠s.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.