Home » S√≠tios & Viagens » F√©rias » Portugueses v√£o gastar mais nas f√©rias de ver√£o
Portugueses vão gastar mais nas férias de verão

Portugueses vão gastar mais nas férias de verão

O or√ßamento dos portugueses para as f√©rias de Ver√£o deste ano √© de 1624 euros, um aumento de 5% em rela√ß√£o a 2022, o maior valor dos √ļltimos cinco anos, mas ainda assim abaixo da m√©dia europeia que se situa nos 1918‚ā¨, segundo o Bar√≥metro Anual de F√©rias de Ver√£o da Europ Assistance, que pretende oferecer uma perspetiva global dos planos de f√©rias em diversos pa√≠ses da Europa, EUA, Canad√° e Austr√°lia.

O mesmo estudo revela que os portugueses estão dispostos a viajar (78% estão a fazer planos para as férias de verão), mas a inflação é o principal motivo para se sentirem mais retraídos na hora de fazer planos. Portugal é o país Europeu em que o receio da inflação é maior (84%). Mas apesar dos planos, apenas 35% dos respondentes portugueses já reservaram as suas férias.

Tendo em atenção o contexto económico de inflação, quase metade dos inquiridos vai adaptar o seu plano de viagem, reduzindo o budget nas despesas de alojamento (46% opta por um alojamento mais barato).

O mesmo estudo revela ainda que a maioria dos portugueses com planos para férias escolhe o estrangeiro como destino de eleição (54%, um aumento de 2 pontos percentuais em relação a 2022), recaindo a escolha em países vizinhos, Espanha (23%), França (11%) e Itália (9%). Para 47% dos portugueses os seus planos incluem férias em Portugal, regressando assim aos valores pré-pandemia (2019).

Em Portugal, o carro continua a ser um dos meios de transporte mais utilizado para férias (47%), mas foi também o país europeu em que o avião registou um maior crescimento (+ 7 pontos percentuais). Outra tendência visível este ano é que, apesar de a praia continuar a ser a escolha mais popular para as férias de verão em Portugal (59%), as cidades como destino de férias estão a ganhar cada vez maior atratividade (39%), sendo Portugal o país europeu em que esta subida foi mais acentuada (+ 8 pontos percentuais).

Portugueses querem viagens mais sustent√°veis

Em 2023 os portugueses são dos mais empenhados, a nível europeu, em continuar a contribuir para a diminuição dos impactos ambientais, económicos e sociais das suas viagens, a par com Espanha e Itália. 94% dos portugueses quer adotar comportamentos que promovam a utilização dos recursos locais, enquanto 93% dos inquiridos quer tentar reduzir a quantidade de resíduos no país de destino e apoiar a economia local.

Contrariamente à tendência na maioria dos países europeus, Estados Unidos da América, Canadá e Austrália, em Portugal verifica-se uma redução na intenção de trabalhar a partir do local das férias, menos 6 pontos percentuais que em 2022, sendo a intenção de 33% dos respondentes nacionais.

No planeamento das suas pr√≥ximas f√©rias, e quando consideram os seguros de viagem, as principais coberturas equacionadas s√£o as despesas m√©dicas (83%), a bagagem e objetos pessoais (80%). Entre os benef√≠cios que gostariam de considerar numa ap√≥lice, os portugueses destacam alertas de seguran√ßa em tempo real (70%), aplica√ß√£o m√≥vel que disponibilize informa√ß√£o sobre servi√ßos relacionados com viagem e ap√≥lice (69%), portal web com informa√ß√Ķes sobre servi√ßos relacionados com viagem e ap√≥lice (67%), acesso ao lounge do aeroporto em caso de atraso do voo (65%) e servi√ßos de telemedicina (58%).

Na escolha de uma empresa seguradora em detrimento de outra as políticas de impacto ambiental, social e de governação adotadas pela empresa podem fazer a diferença para os portugueses, nomeadamente a literacia do seguro (56%) e o alto nível de satisfação do cliente (52%).

Os inquiridos no 22.¬ļ Bar√≥metro Anual de F√©rias de Ver√£o da Europ Assistance mostram que o desejo de viajar √© acentuado em toda a Europa, sentindo-se cada vez menos o impacto da covid-19. A dura√ß√£o m√©dia das f√©rias, cerca de 2 semanas, √© id√™ntica na Europa, Austr√°lia e Canad√°, tendo o valor em Portugal aumentado 0,3 nos √ļltimos dois anos, sendo dos pa√≠ses europeus em que esta tend√™ncia foi mais acentuada, registando este ano um valor de 1,9 semanas.

Metodologia:

O 22.¬ļ Bar√≥metro Anual de F√©rias de Ver√£o da Europ Assistance foi realizado pela Ipsos, atrav√©s de um inqu√©rito online a 15 000 indiv√≠duos (amostras nacionais representativas de 1.000 pessoas por pa√≠s) na Europa (Alemanha, It√°lia, √Āustria, B√©lgica, Espanha, Pol√≥nia, Portugal, Rep√ļblica Checa, Su√≠√ßa e Reino Unido), na √Āsia (na Oce√Ęnia) e na Am√©rica do Norte (EUA e Canad√°) A pesquisa foi realizada entre 26 de abril e 16 de maio e tem como objetivo investigar os planos de f√©rias e as prefer√™ncias de viagem dos consumidores.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.