Home | Saúde | Prevenção e tratamento precoce do Fígado Gordo
Prevenção e tratamento precoce do Fígado Gordo

Prevenção e tratamento precoce do Fígado Gordo

A Associação Portuguesa para o Estudo do Fígado (APEF) promove uma ação de consciencialização para a Esteatose Hepática Não-Alcoólica, mais conhecida como Fígado Gordo, uma doença silenciosa que afeta mais de 1 milhão de portugueses.

Sob o mote “#StopNASHNow”, a iniciativa surge no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Esteatose Hepática Não-Alcoólica (NASH), assinalado a 9 de junho, decorrerá durante o mês de junho, nas redes sociais da associação, com o objetivo de alertar a população para a importância de prevenir, detetar e tratar precocemente esta doença, que quando diagnosticada pode encontrar-se já em fases avançadas.

“Com esta iniciativa pretendemos consciencializar para a importância de prevenir e tratar precocemente a Esteatose Hepática Não-Alcoólica, também conhecida como Fígado Gordo. É mais comum em pessoas com obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial ou colesterol alto. Pode não causar lesão do fígado, ou pode evoluir para uma inflamação deste órgão, provocando, assim, cirrose hepática ou cancro do fígado. Estas situações, quando não prevenidas ou tratadas, lesam gravemente a saúde e podem, até, levar à morte. Como tal, é importante que as pessoas saibam que esta é uma doença prevenível e evitável”, afirma José Presa, presidente da APEF.

E acrescenta: “A quantidade de gordura no fígado pode ser reduzida através de alterações do estilo de vida. Embora não existam terapias aprovadas, recomenda-se que as pessoas mantenham uma alimentação saudável e equilibrada; e que pratiquem pelo menos 30 minutos de atividade física por dia. Não precisa ser tudo ao mesmo tempo. Andem mais, façam exercícios e subam escadas sempre que for possível.”

A iniciativa “#StopNASHNow” ocorre em simultâneo em vários países, desde junho de 2018. Em Portugal é a primeira vez que a ação é promovida.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.