Projeto para proteção das Ilhas Barreira no Algarve

Projeto para proteção das Ilhas Barreira no Algarve

893

É oficialmente lançado a 4 de Fevereiro, no Centro de Educação Ambiental de Marim, em Olhão, o LIFE Ilhas Barreira, projeto que visa a proteção e conservação daquelas faixas arenosas, no Algarve.

O projeto LIFE Ilhas Barreira, vai ser coordenado pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), em conjunto com RIAS/Aldeia, Animaris, ICNF, Universidade do Algarve e Universidade de Coimbra.

As Ilhas Barreira são um conjunto de cinco ilhas, Barreta ou Deserta, Culatra, Armona, Tavira e Cabanas e 2 penínsulas, Ancão e Cacela que, como o nome indica, formam uma barreira entre o mar e a Ria Formosa. Os contornos destes extensos corpos dunares estão constantemente a ser redefinidos pelos agentes naturais de dinâmica costeira. O programa LIFE Ilhas Barreira, vai avaliar como esta dinâmica poderá ser afetada pelas alterações climáticas, informação importante para a conservação da Ria Formosa, para as pessoas que vivem nalgumas das ilhas e para as espécies que dependem deste ecossistema especial.

Para além da sua importância para manter a Ria Formosa, as Ilhas Barreira são elas próprias um importante refúgio para algumas aves marinhas: a Ilha Deserta é o único local do nosso país onde nidifica a gaivota-de-audouin, e as ilhas albergam populações importantes de chilreta. O LIFE Ilhas Barreira irá estudar o estado das populações destas espécies, bem como a dinâmica entre as gaivotas e as dunas e a avaliar a necessidade de medidas de conservação. O projeto vai também promover o uso sustentável destas ilhas junto das comunidades locais e dos visitantes, ambicionando envolver todas as escolas dos 5 municípios da Ria Formosa em centenas de atividades de sensibilização ambiental.

Ao largo das Ilhas Barreira, a ameaçada pardela-balear e diversas aves marinhas procuram alimento em áreas importantes de pesca. Neste projeto, investigadores e ambientalistas irão trabalhar de perto com pescadores para evitar que estas aves fiquem presas nas artes de pesca (ex.: redes fixas) e/ou que não perturbem as operações.

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, através da Direção Regional da Conservação da Natureza e das Florestas do Algarve, afirma que “este é mais um projeto que vem acrescentar conhecimento científico, envolvendo e capacitando a sociedade civil para a salvaguarda e proteção dos valores naturais na Ria Formosa.”

“Estas ilhas são muito mais que uma proteção. São fonte de vida que atrai turistas e chilretas, e sustenta pescadores e gaivotas. Juntos, podemos garantir que continuem a sê-lo”, diz Joana Andrade, coordenadora do projeto LIFE Ilhas Barreira e do Departamento de Conservação Marinha da SPEA.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close