Recomendações para o doente idoso sobre COVID-19

Recomendações para o doente idoso sobre COVID-19

150

A emergência imposta pela propagação do COVID-19, as leis e normas decretadas pelo Governo, o número de infetados que já registamos e a definição dos grupos mais débeis, estão a mobilizar diferentes organizações da sociedade, que estão a contribuir com diferentes alertas, porque só com a propagação da informação e o compromisso de todos, é que será possível mitigar as consequências desta epidemia.

O Núcleo de Estudos de Geriatria (NEGERMI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) elaborou um conjunto de recomendações para os doentes idosos e familiares, que visam prevenir a infeção por COVID-19.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO PARA O IDOSO

Lave as mãos com frequência!

• Deve lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes.

• Evite tocar na cara com as mãos.

• Na medida do possível, evite tocar em superfícies de alto toque em locais públicos – botões do elevador, maçanetas, corrimãos, apertos de mão com pessoas, etc.

• Se é dextro use mais a mão esquerda e faça o contrário se for esquerdino.

• Use um lenço de papel ou a sua manga para cobrir a sua mão ou o seu dedo, se precisar tocar em algo.

• Evite partilhar objetos pessoais ou comida.

• Tape o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deite sempre o lenço de papel no lixo.

Mantenha-se em casa!

• Limpe e desinfete a casa, principalmente as superfícies tocadas com frequência (como mesas, maçanetas, interruptores de luz, torneiras e telemóveis).

• Evite fazer compras diariamente ou frequentar locais com muitas pessoas.

• Se tiver que sair de casa por algum motivo de saúde urgente mantenha sempre o distanciamento social mínimo de 1 a 2 metros.

• Idealmente, procure um familiar ou um vizinho que lhe leve as compras e a medicação a casa, não mantendo qualquer contacto físico com ele.
• Não deixe acabar a medicação. Se necessitar de mais receitas, contacte o seu Centro de Saúde por telefone ou email ou peça a um familiar para o fazer.

• Mantenha-se em contacto com os seus familiares e amigos por telefone.

• Se tiver febre ou dores no corpo, tenha à mão paracetamol que pode tomar até 3-4 gramas por dia.

• Não tome anti-inflamatórios não esteroides (estes medicamentos são inapropriados para os idosos).

• Beba bebidas quentes.

• Deve beber muitos líquidos, de preferência em bebidas quentes que deve ter sempre preparadas, com mel (se não for diabético), limão, outros sumos, chá, café.

• Alimente-se bem, comendo carne, peixe, ovos e fruta que deve lavar e descascar antes de comer. Não dispense a sopa quente.

• Faça exercício. Não esteja horas sentado. Ande em casa por períodos de mais de 10 minutos 3 vezes por dia ou se possível use uma pedaleira.

• Quando já estiver bem não contacte com outras pessoas durante 14 dias

Deverá procurar atendimento médico se sentir:

→ Dificuldade em respirar ou falta de ar.
→ Dor ou opressão persistente no peito.

Atuação dos familiares do idoso
• Confirme que o seu familiar tem medicamentos e alimentos suficientes a fim de evitar faltas inesperadas.

• Sempre que o contacto físico for indispensável lave cuidadosamente as suas mãos, mas se tiver tosse ou febre não o visite.

• Promova o isolamento social do seu familiar, mas não o abandone!

• Esteja atento à eventual dificuldade de respirar do seu familiar ou às manifestações de alteração do estado de consciência e confusão.

• Se o seu familiar estiver institucionalizado, informe-se do protocolo criado pela instituição e cumpra-o rigorosamente.

Sobre a SPMI

A Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) é uma das maiores sociedades científicas médicas portuguesas, que congrega os internistas, que são a base do Serviço Nacional de Saúde nos hospitais. Um dos seus maiores desígnios é a divulgação do conhecimento, dirigida aos médicos e à população, no campo muito vasto da Medicina Interna. Para além da Medicina Curativa, quer ser também cada vez mais reconhecida no campo da prevenção da doença e promoção da saúde. Para mais informações consulte www.spmi.pt/

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close