Home » Atualidade » Internacional » REVOLTA NA TURQUIA

REVOLTA NA TURQUIA

Ditadura Mais N√£o!

Merve Arkan

Merve Arkan

A Turquia est√° a assistir nas duas √ļltimas semanas a um dos movimentos mais fortes da sua hist√≥ria, por parte da oposi√ß√£o. Ningu√©m esperava que o plano do governo para demolir um parque no centro de Istambul e nele construir um centro comercial, viria a transformar-se num movimento popular anti-governo, como este. O AKP (Partido Justi√ßa e Desenvolvimento) chegou ao poder em 2002, e alcan√ßou grande sucesso nas tr√™s elei√ß√Ķes gerais, em duas elei√ß√Ķes locais e no referendo constitucional em 2010. Como partido isl√Ęmico, o AKP foi apresentado como um modelo de democracia para o mundo isl√Ęmico, especialmente para os pa√≠ses da Primavera √Ārabe, onde os isl√Ęmicos chegaram ao poder. O seu l√≠der, Recep Tayyip Erdogan, foi apresentado como um l√≠der carism√°tico, que teve um enorme apoio popular. O governo do AKP foi muito bem-sucedido numa islamiza√ß√£o gradual da sociedade, recebendo tamb√©m o apoio dos liberais que estavam contra o sistema estatal patriota, e que era muito forte desde a funda√ß√£o da rep√ļblica por Mustafa Kemal Ataturk.

Poder Absoluto Através da Democracia

Nas √ļltimas elei√ß√Ķes gerais, em 2011, o AKP obteve quase 50% dos votos. Isto mostrou como o AKP conseguiu ser um poder absoluto, de uma forma democr√°tica, tendo a oportunidade de alterar todo o pa√≠s, sem uma grande oposi√ß√£o. Mas a hist√≥ria mostra que este tipo de poder n√£o dura para sempre. O AKP tem um grande plano para transformar o pa√≠s e come√ßou por brandir uma guerra contra a oposi√ß√£o, especialmente contra os membros mais seculares do ex√©rcito. Como a Turquia passou j√° por tr√™s golpes militares na sua hist√≥ria, o AKP quis ver-se livre de outro golpe, prendendo os l√≠deres mais proeminentes do ex√©rcito. Durante os 11 anos de governo AKP, abriram-se muitos cursos isl√Ęmicos, tentou-se remover a proibi√ß√£o de v√©us para as mulheres, em locais p√ļblicos e chegou-se mesmo a legalizar alguns grupos isl√Ęmicos radicais. Eles t√™m o apoio dos capitalistas e dos meios de comunica√ß√£o, silenciando quase todas as vozes opostas. O facto de que 72 jornalistas estejam ainda na pris√£o, mostra a dimens√£o da enorme opress√£o contra o direito da liberdade de express√£o.

O Parque que Mudou a Turquia

Esta √ļltima revolta come√ßou com a oposi√ß√£o contra o plano para demolir um dos poucos parques em Istambul, uma cidade com mais de 15 milh√Ķes de pessoas. O primeiro-ministro Erdogan anunciou o seu plano para mudar toda a pra√ßa no bairro Taksim. Eles tamb√©m poderiam demolir o Centro Cultural Ataturk, onde havia muitos teatros e salas de √≥pera. No in√≠cio, era um pequeno movimento contra o plano, mas a revolta tinha um fundo. Nos √ļltimos meses, o governo aumentou a press√£o sobre a sociedade. Eles demoliram um cinema hist√≥rico em Taksim para construir um outro centro comercial e usaram bombas de g√°s lacrimog√™neo contra os manifestantes pac√≠ficos. Proibiram a reuni√£o do 1¬ļ de Maio na Pra√ßa Taksim e a cidade tornou-se como um campo de batalha, que opunha as pessoas que queriam celebrar o Dia do Trabalhador e centenas de pol√≠cias que usaram bombas de g√°s lacrimog√™neo, carros blindados e canh√Ķes de √°gua para dispers√°-los. O Governo AKP que apoiou os terroristas radicais isl√Ęmicos contra o governo S√≠rio e colocou a sociedade turca em grande risco de guerra, ficou em sil√™ncio por longo tempo, quando 51 pessoas morreram num ataque √† bomba em 11 de Maio, em RayhanlńĪ, uma cidade na fronteira da S√≠ria. O AKP culpou ent√£o o governo de Assad, mas para as pessoas em ReyhanlńĪ, o respons√°vel √© o AKP e os combatentes da oposi√ß√£o S√≠ria, que est√£o baseados em territ√≥rio turco h√° bastante tempo, com o apoio do AKP.

O governo estava muito certo de que iria oprimir qualquer voz contr√°ria. No m√™s passado, o primeiro-ministro anunciou que iria proibir a venda de bebidas alco√≥licas, entre as 22:00 e as 06:00, n√£o hesitando em insultar os cr√≠ticos, chamando-lhes “b√™bados”. Em Gezi Park, enquanto um pequeno grupo de manifestantes estava alojado nas tendas, as m√°quinas de constru√ß√£o come√ßaram a demolir √°rvores hist√≥ricas, e a pol√≠cia usou novamente g√°s lacrimog√™neo contra o grupo que tentou impedir a demoli√ß√£o, tendo tamb√©m queimado as tendas de forma violenta. Esta foi a √ļltima gota de √°gua que desencadeou a ira da sociedade contra opress√£o do AKP. O governo mostrou que n√£o conseguia tolerar um simples protesto ambientalista totalmente pac√≠fico e a resist√™ncia para proteger Gezi Parque levou a um enorme movimento popular contra o governo.

A Rua Tem Voz Própria

Centenas de milhares de pessoas sa√≠ram √†s ruas, n√£o s√≥ em Istambul, mas em muitas cidades, apesar da viol√™ncia policial, do uso de g√°s lacrimog√™neo e todos os tipos de opress√£o, compreendendo que n√£o tinham outra alternativa, sen√£o a luta contra o AKP. Milhares de jovens constru√≠ram barricadas para entrar em conflito com a pol√≠cia e acabaram por libertar Gezi Park, a Pra√ßa Taksim e toda a vizinhan√ßa em redor. Duas pessoas morreram, centenas de pessoas foram presas e torturadas pela pol√≠cia, mas as pessoas de diferentes partes do pa√≠s ainda est√£o nas ruas. Muitos liberais, mu√ßulmanos, ONG‚Äôs, bem assim como grupos de esquerda, apoiam este movimento. O governo, crente de que tinha constru√≠do uma sociedade covarde, ficou muito surpreendido ao enfrentar uma revolta desta dimens√£o, e usa ainda todos os meios para oprimir a resist√™ncia. Em Izmir, uma cidade na costa oeste da Turquia, prenderam cerca de 30 jovens porque os seus ‚Äútweets‚ÄĚ apoiavam o movimento de resist√™ncia. Erdogan, que estava numa viagem √† √Āfrica do Norte, amea√ßou a oposi√ß√£o dizendo que tenta controlar seus partid√°rios, que est√£o muito irritados, mas prontos para lutar. Agora, num pa√≠s totalmente dividido entre os partid√°rios do AKP e os da oposi√ß√£o que quer que o governo se demita, uma verdadeira luta pelo poder ir√° moldar o futuro da Turquia.

Por: Merve Arkan na Turquia ‚Äď Istambul

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.