Home » Sa√ļde » Sedentarismo, vida ativa e desporto, preven√ß√£o da obesidade!

Sedentarismo, vida ativa e desporto, prevenção da obesidade!

De acordo com a an√°lise cientifica “Sedentarismo, vida ativa e desporto: impacto sobre a sa√ļde e preven√ß√£o da obesidade”, na maioria das situa√ß√Ķes a obesidade √© causada por um pequeno e cont√≠nuo balan√ßo positivo de energia armazenada no nosso corpo como gordura, que excede a energia consumida.

Para contrariar esta situa√ß√£o, devemos entender os h√°bitos alimentares e de atividade f√≠sica como dois conceitos insepar√°veis que t√™m a mesma finalidade: ajudar-nos a manter um estilo de vida saud√°vel e o balan√ßo energ√©tico adequado “. Outras investiga√ß√Ķes focaram o papel do balan√ßo energ√©tico no combate e preven√ß√£o da obesidade.

O artigo ‚ÄúBalan√ßo energ√©tico e obesidade‚ÄĚ publicado na revista cient√≠fica Circulation destacou como a restri√ß√£o alimentar por si s√≥ n√£o √© eficaz quando se pretende reduzir o excesso de peso e obesidade, porque a fisiologia humana est√° preparada para um elevado n√≠vel de consumo e de gasto de energia ao mesmo tempo.

Esta restri√ß√£o unilateral produz adapta√ß√£o natural do organismo para manter o peso, alterando a forma como o corpo queima as calorias. Os autores desta an√°lise asseguram que a restri√ß√£o alimentar constante √© dif√≠cil de manter a longo prazo e que “corresponder a ingest√£o cal√≥rica com um elevado gasto energ√©tico seria mais vi√°vel para a maioria das pessoas do que restringir o consumo de alimentos para compensar um n√≠vel baixo de consumo de energia.”.

Para o professor de Pediatria e Medicina do Campus de Medicina da Universidade de Colorado e coautor da investiga√ß√£o, James O. Hill, devemos mudar a mensagem de “comer menos e mover-se mais” para “mover-se mais e comer melhor.”.

Assim, os fatores que influenciam o aumento de excesso de peso e obesidade não podem ser analisados isoladamente mas sim como um todo e através de uma abordagem abrangente, que concentre esforços na promoção da atividade física e redução do consumo excessivo de calorias. Neste sentido, todos os alimentos e bebidas devem fazer parte da dieta se mantivermos uma alimentação variada e equilibrada. No entanto, todas as calorias contam, sejam de comida ou bebida.

A atividade física, uma das ferramentas com maior potencial para prevenir a obesidade.

No que diz respeito √† atividade f√≠sica e de acordo com o artigo cient√≠fico “Sedentarismo, vida ativa e desporto: impacto sobre a sa√ļde e preven√ß√£o da obesidade”, os benef√≠cios da sua pr√°tica s√£o conhecidos desde a Gr√©cia antiga, embora tenha sido no s√©culo XX que se concretizou o maior avan√ßo do conhecimento cient√≠fico sobre o assunto.

Esta evid√™ncia levou a Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) a estabelecer recomenda√ß√Ķes que passam pela pr√°tica generalizada de pelo menos 150 minutos por semana de atividade f√≠sica intensa a moderada para adultos e 60 minutos por dia em crian√ßas e adolescentes.

Para a Dra. Marcela Gonz√°lez-Gross, professora do Departamento de Sa√ļde e Performance Humana da Faculdade de Ci√™ncias da Atividade F√≠sica e Desporto – INEF da Universidade Polit√©cnica de Madrid, membro CIBERobn e autora deste trabalho de investiga√ß√£o, “atualmente toda a comunidade cient√≠fica considera o exerc√≠cio como uma das ferramentas de sa√ļde p√ļblica com maior potencial para prevenir o excesso de peso e obesidade, uma vez que contribui para o balan√ßo energ√©tico entre as calorias que comemos e as que gastamos.”

Neste sentido, a especialista lembrou que v√°rios estudos t√™m identificado como nos √ļltimos 50 anos a atividade f√≠sica laboral reduziu, em m√©dia, cerca de 120 kcal / dia.

Um novo estudo que acaba de ser publicado na Obesity, revista da Sociedade da Obesidade, confirmou que o consumo de bebidas light ajuda as pessoas a perder peso.

Os participantes do estudo foram divididos em diferentes grupos, os que foram autorizados a consumir bebidas light, como refrigerantes, ch√°s e √°guas aromatizadas, e outro grupo de controlo que bebia apenas √°gua. Com a exce√ß√£o das op√ß√Ķes de bebida, os dois grupos seguiram um programa de dieta e exerc√≠cio f√≠sico durante o mesmo per√≠odo de estudo.

Al√©m de perder 44% mais peso do que o grupo de controlo, o grupo que consumia bebidas light tamb√©m expressou uma sensa√ß√£o de fome significativamente inferior √† do outro grupo e melhorias expressivamente maiores nos n√≠veis s√©ricos de colesterol total e lipoprote√≠na de baixa densidade (LDL), o chamado “mau” colesterol e registou ainda uma not√°vel redu√ß√£o de triglic√©ridos no sangue.

Partilhe:
De acordo com a an√°lise cientifica "Sedentarismo, vida ativa e desporto: impacto sobre a sa√ļde e preven√ß√£o da obesidade", na maioria das situa√ß√Ķes a obesidade √© causada por um pequeno e cont√≠nuo balan√ßo positivo de energia armazenada no nosso corpo como gordura, que excede a energia consumida. Para contrariar esta situa√ß√£o, devemos entender os h√°bitos alimentares e de atividade f√≠sica como dois conceitos insepar√°veis que t√™m a mesma finalidade: ajudar-nos a manter um estilo de vida saud√°vel e o balan√ßo energ√©tico adequado ". Outras investiga√ß√Ķes focaram o papel do balan√ßo energ√©tico no combate e preven√ß√£o da obesidade. O artigo ‚ÄúBalan√ßo…

Review Overview

User Rating: 4.68 ( 2 votes)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.