Home » OPINI√ÉO... » Seguran√ßa e Javalis “Urge implementar medidas”

Seguran√ßa e Javalis “Urge implementar medidas”

A not√≠cia do surgimento de um javali junto aos bares em Olh√£o, que teve de ser abatido pela PSP depois de diversas tentativas para afugentar o animal, n√£o deve ser encarada de √Ęnimo leve, estamos perante um acontecimento que imp√Ķe uma reflex√£o, aos respons√°veis do setor.

Ocorr√™ncias desta natureza, j√° foram registadas ‘por exemplo’, na Av. Lu√≠sa Tody (Set√ļbal), mas tamb√©m em outras localidades. Na realidade, o aumento da popula√ß√£o de javalis por todo o territ√≥rio nacional, poder√° em breve levar-nos √† necessidade de implementar medidas mais dr√°sticas, mas, qui√ß√° tardias.

Basta ‚Äúnavegar‚ÄĚ um pouco e encontraremos not√≠cias de acidentes rodovi√°rios provocados pelo atropelamento deste animal, como situa√ß√Ķes de pessoas atacadas. Tamb√©m encontramos fotos e v√≠deos de javalis a passear nas praias da Arr√°bida, o que para muitos √© giro e normal, sem qualquer risco ou perigo.

O JAVALI √© um animal selvagem, as suas rea√ß√Ķes s√£o imprevis√≠veis e naturais, ‘o exemplo’ do carro que embate num animal √© visto por este como um agressor. No caso desta esp√©cie, os seus instintos quando ferido s√£o de ataque, agressivos, uma forma de auto defesa. Quando se verifica um atropelamento, o condutor ao sair do ve√≠culo poder√° ser atacado e sofrer danos f√≠sicos muito graves ou at√© mesmo ser morto, pois para o animal trata-se da luta pela sua pr√≥pria sobreviv√™ncia.

Em situa√ß√Ķes que envolvam crias, como na maioria das esp√©cies, os progenitores s√£o de uma agressividade extrema. Numa praia ou durante um passeio pelo campo, em que uma cria se assusta com a presen√ßa humana, normalmente reage com grunhidos e corre em busca da progenitora, originando uma rea√ß√£o de ataque, na dire√ß√£o daquele ou daqueles, que ela julga tenham tido uma atitude agressiva para com a cria.

Penso que j√° √© altura de as autoridades tomarem medidas direcionadas a estas quest√Ķes, antes que se comecem a verificar casos de consequ√™ncias extremas. Os factos relacionados com este animal nos √ļltimos anos, sugerem que em breve, as situa√ß√Ķes j√° verificadas se v√£o repetir com maior frequ√™ncia, como j√° sucede em outros pa√≠ses bem pr√≥ximos de n√≥s.

O JAVALI já é uma praga que continua a aumentar, com uma taxa de reprodução elevada, simplesmente porque não tem um predador natural. Por todo o país iremos continuar a assistir a danos e acidentes provocados por esta espécie.

Entretanto, o governo continua a não adequar a Lei da Caça, preferindo enterrar a cabeça na areia,  para não ter de enfrentar certos fundamentalismos.

Armando Pereira / CS

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.