Home | Atualidade | Nacional | Vodafone Rally de Portugal vai para a estrada em Maio
Vodafone Rally de Portugal vai para a estrada em Maio

Vodafone Rally de Portugal vai para a estrada em Maio

A 55ª edição do Vodafone Rally de Portugal, que regista um número recorde de inscritos, marca a estreia em pisos de terra dos novos carros híbridos, no mundial. Esta edição do Rally é palco das comemorações dos 50 anos do WRC com pilotos lendários: Markku Alén, Marcus Grönholm, Carlos Sainz, Miki Biasion e Walter Röhrl, entre outros.

A Exponor, em Matosinhos, é o centro de operações e parque de assistência das equipas participantes. É neste recinto que tudo começa e acaba e onde os adeptos podem ver de perto os protagonistas do Vodafone Rally de Portugal. A entrada é gratuita.

Entre 19 e 22 de maio, vão ser disputadas 21 classificativas no Norte e Centro do País. Com 100 equipas inscritas, o maior número em provas do WRC este ano, três campeões do mundo, Sébastien Ogier, Sébastien Loeb e Ott Tanak e as três equipas candidatas ao título mundial, Toyota Gazzo Racing WRT, Hyundai Shell Mobis WRT e M-Sport Ford WRT, é grande a expetativa em relação ao Vodafone Rally de Portugal.

A prova marca a estreia em pisos de terra dos novos e ultracompetitivos modelos de Rally 1, a categoria de topo do WRC, com tecnologia híbrida e movidos a combustível sustentável, fazendo parte das ligações em sistema elétrico, apontam o caminho do futuro dos carros de ralis.

O programa competitivo do Vodafone Rally de Portugal tem início a 19 de maio, quinta-feira, com o Shakedown, em Baltar, Paredes. Os primeiros quilómetros oficiais em pisos de terra dos novos WRC vão ser, também, o derradeiro teste que pilotos e equipas têm para definirem ou corrigirem as afinações.

Ainda no mesmo dia, está marcado o início das hostilidades do Vodafone Rally de Portugal, com a Cerimónia de Partida e a Super Especial em Coimbra. Uma estreia absoluta, com início marcado para as 19h03. Uma classificativa com três quilómetros de extensão, desenhada no perímetro urbano da cidade do Mondego, que promete proporcionar muito espetáculo. É a primeira vez que o programa da prova integra três Super Especiais, duas delas urbanas.

No dia 20 de maio, sexta-feira, disputam-se quatro das mais emblemáticas classificativas do Centro do País: Lousã, Góis, Arganil e Mortágua. Depois, a caravana ruma a Norte, onde, ao final da tarde (19h03), tem lugar a Super Especial de Lousada. No total, 122,88 quilómetros de troços, que vão ajudar a perceber a hierarquia dos candidatos aos diversos títulos.

Sábado, 21 de maio, as equipas têm pela frente três duplas passagens pelas classificativas de Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante, esta última com partida de Mondim de Basto. O final do dia fica marcado pela Super Especial do Porto, na Foz, com início previsto para as 19h03. Um total de 159,14 quilómetros cronometrados são o desafio deste dia.

A ronda pelas sempre espetaculares classificativas de Fafe está marcada para o último dia do Vodafone Rally de Portugal. No domingo, os concorrentes têm pela frente os troços de Felgueiras, Montim e Fafe, num total de 58,22 quilómetros. E, a exemplo dos últimos anos, a segunda passagem pela Especial de Fafe volta a ter o estatuto de Power Stage. Ou seja, a classificativa que premeia os cinco pilotos mais rápidos com pontos adicionais, independentemente de terminarem nos lugares pontuáveis para o Mundial.

No total, a edição 2022 do Vodafone Rally de Portugal integra 21 classificativas, num percurso total de 1.535,35 quilómetros, 343,30 dos quais disputados ao cronómetro.

O Vodafone Rally de Portugal é a quarta prova do calendário do Mundial de Ralis.

Competições paralelas animam o Vodafone Rally de Portugal

Um espetáculo dentro do espetáculo do WRC prometem ser as competições WRC2 (Open, Junior e Masters) e WRC 3 (Open e Junior), que voltam a servir de apoio à competição principal.

Pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), o Vodafone Rally de Portugal tem na participação dos portugueses outros dos seus motivos de interesse. À conquista do estatuto de melhor português na prova do Mundial de Ralis, junta-se a disputa pelo campeonato, na sua quarta jornada. Disputada exclusivamente ao longo da primeira etapa (até à PE 9 – a Super Especial de Lousada), a prova do CPR reúne os principais protagonistas desta competição, pelo que se adivinha uma aguerrida contenda pelas primeiras posições.

Destaque merecem, igualmente, as competições monomarcas Peugeot Rally Cup Ibérica e Toyota Gazoo Racing Iberian Cup, disputadas, respetivamente, com os Peugeot 208 Rally 4, de tração dianteira, e os Toyota GR Yaris de tração integral.

Viagem no tempo na comemoração das 50 edições do WRC

Verdadeiramente nostálgica promete ser a viagem no tempo que as comemorações das 50 edições WRC vão proporcionar a milhares de espectadores que acompanham o Vodafone Rally de Portugal. A FIA e o promotor do WRC escolheram a prova portuguesa para assinalar a data e o ACP respondeu ao desafio com um verdadeiro museu-vivo de alguns dos mais emblemáticos carros da história do Campeonato do Mundo de Ralis. Modelos como o Fiat 131 Abarth, o Alpine-Renault A110, o Lancia Rally 037, o Lancia Delta S4, o Lancia Delta Integrale, o Opel Ascona 400 ou o Audi Quattro são apenas alguns dos fantásticos exemplares que vão estar em exposição permanente na Exponor (Matosinhos), com acesso gratuito.

O espetáculo não ficaria completo sem as lendas que conduziram muitos destes modelos. E são muitas que se vão marcar presença na 55ª edição do Vodafone Rally de Portugal: Markku Alén, Marcus Grönholm, Carlos Sainz, Miki Biasion, Walter Röhrl, Ari Vatanen, entre outros.

Tudo a postos para a prova que promete ser uma das mais emocionantes da história destes 50 anos do Campeonato do Mundo de Ralis.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.