Home | Sociedade | Segurança | Portugueses em férias receiam os assaltos à habitação
Portugueses em férias receiam os assaltos à habitação
Portugueses em férias receiam os assaltos à habitação

Portugueses em férias receiam os assaltos à habitação

O estudo da FIXANDO, realizado junto de utilizadores da sua plataforma, revela que 57% dos portugueses receiam deixar a casa durante o período de férias, temendo assaltos e furtos na habitação.

Este inquérito desenvolvido pela Fixando, a plataforma online que facilita a contratação de serviços locais, junto de mais de 500 utilizadores, aponta para uma expressiva procura de equipamentos de segurança, nos distritos do Porto (13%), Lisboa (11%), Braga (11%) e Santarém (11%), com as contratações mais significativas por câmaras de acesso (68%), sensores de movimento (50%), sensores de portas e janelas (43%) e alarmes de fumo (18%).

Apesar da situação atual dominada pelo covid 19, o mês de agosto chegou quente, desafiando a passeios às praias de norte a sul do país, o que ao mesmo tempo, provocou uma corrida ao setor de alarmes e sistemas de segurança, com aumento de mais de 116% em comparação com o ano anterior, informa a pesquisa da plataforma, sendo as residências o principal tipo de património em que os proprietários recorrem a estes serviços (67%).

O estudo chama atenção para o fato de que 50% dos inquiridos não possui nenhum sistema de segurança instalado em casa, e estão a buscar pela primeira vez devido à preocupação e necessidade de prevenirem eventos.

Através da sua plataforma web e mobile, bem como da sua APP, a Fixando ajuda os utilizadores a simplificar o processo de contratação de um determinado serviço, quer se trate da contratação de um Eletricista, um profissional de Remodelações, um serviço de Catering, um Fotógrafo ou um Contabilista. Existem mais de 1.200 categorias de serviços disponíveis.

Para os profissionais, pequenas empresas e freelancers, a Fixando torna-se numa ferramenta privilegiada para a angariação de mais clientes e consequentemente o aumento do volume de negócios.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close