Life+ Nature Guardians combate os crimes ambientais

824

O projeto Life+ Nature Guardians, que pretende melhorar a eficácia do combate aos crimes contra o ambiente, foi anunciado esta quinta feira em Lisboa, durante o debate sobre envenenamento de animais selvagens, promovido pela SPEA.

O Life+ Nature Guardians, que foi apresentado por David de la Bodega, da Sociedade Espanhola de Ornitologia (SEO/BirdLife) e por Domingos Leitão, diretor executivo da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), tem projetado trabalhar com os intervenientes nos processos de combate ao crime contra o ambiente: desde as equipas de prevenção e investigação no terreno até aos magistrados a quem compete deliberar sobre estes casos em tribunal.

“O nosso objetivo com o projeto Life Nature Guardians é melhorar a eficácia das ações destinadas a combater os crimes contra o ambiente na Península Ibérica e no resto da UE, e aumentar os meios e capacidades de todos aqueles que são Guardiões da Natureza” disse David de la Bodega, da SEO/BirdLife, que coordena o projeto.

Com o Life+ Nature Guardians, a SPEA irá apoiar o trabalho das autoridades competentes, por exemplo desenvolvendo ações de formação específicas. O projeto passa ainda pela colaboração entre conservacionistas e autoridades para criar e implementar procedimentos que permitam dar uma resposta mais rápida e eficaz a casos como os incidentes de poluição no Tejo de agosto passado ou o envenenamento de espécies protegidas como os britangos encontrados mortos em pleno Parque Natural do Douro Internacional, noticiado em novembro.

“Em Portugal, é necessário que os intervenientes em todas as fases dos processos relacionados com crimes ambientais estejam mais sensibilizados e conscientes dos valores ambientais. Por isso uma parte fundamental deste projeto vai ser o trabalho com advogados e magistrados, para assegurar procedimentos judiciais corretos e garantir que quem lesa a natureza e o bem público seja devidamente condenado”, disse Domingos Leitão, Diretor Executivo da SPEA.

O projeto Life+ Nature Guardians durará até 2022 e as suas ações em Portugal serão financiadas em cerca de 250 mil euros, provenientes do programa LIFE da União Europeia e do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Transição Energética.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close