Porto - Trivago - © andresrguez on Flickr

Preços na Hotelaria do Porto subiram cerca de 19%!

236

A cidade do Porto continua a protagonizar subidas expressivas nos preços da hotelaria, segundo o estudo do motor de busca www.trivago.pt, divulgado hoje.

O aumento que se verifica este mês, situa-se nos 18,64% face ao período homólogo, com o preço médio anual a aumentar dos 59€ para os 70€. Ainda assim e segundo o trivago Hotel Price Index, este valor fica longe da média dos 50 principais destinos europeus, que se fixa atualmente nos 111€.

De acordo com o estudo do trivago.pt, os preços da hotelaria portuense situam-se neste momento nos 70€ por quarto duplo, quando em 2015 apenas atingiam os 59€ e em 2014 os 57€.

Apesar do aumento de 18,64% face ao mesmo período do ano passado, a Invicta continua ainda a apresentar preços consideravelmente abaixo da média dos 50 principais destinos turísticos europeus, que se fixa, este mês, nos 111€ por quarto duplo. Londres (187€), Milão (162€), Amesterdão (143€), Paris (138€) e Barcelona (122€) são algumas das cidades europeias que apresentam preços particularmente superiores à cidade do Porto, que este mês apresenta o 7.º preço mais acessível entre os destinos europeus mais populares.

A nível nacional, e tal como aconteceu de forma consistente durante os últimos meses, o Norte (+15,87%) é a região com a maior subida de preços na hotelaria face ao período homólogo.

Com um crescimento superior aos 10% encontra-se o Algarve (+12,90%), seguido do Centro (+7,81%), Alentejo (+6,58%) e Açores (+4,76%) com subidas menos expressivas. Lisboa (-2,38%) e Madeira (-4,40%) são as únicas regiões que registam descida de preços face a Fevereiro de 2015. No mesmo período no ano passado o custo médio por quarto duplo era de 75€, enquanto os preços médios da hotelaria portuguesa se situam hoje nos 78€, o que representa um aumento de 4%.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close