Consultas de oftalmologia nos Centros de Saúde

Consultas de oftalmologia nos Centros de Saúde

250

A Associação de Profissionais Licenciados de Optometria (APLO) defende a implementação de consultas de saúde da visão, nos centros de saúde, para todas as idades e para todos os problemas visuais, tal como recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em vez da criação de mais rastreios visuais.

“Um mero rastreio apenas à ambliopia e só para crianças com 2 e 4 anos de idade, tal como o que está a ser implementado pela Direção-Geral da Saúde, só vai contribuir para o agravamento da lista de espera para primeiras consultas de Oftalmologia. Só em 2017 ficaram por realizar 233 228 consultas”, alerta Raúl Sousa, presidente da APLO. E acrescenta: “Esta Estratégia Nacional para a Saúde da Visão abdica da implementação das recomendações da OMS e das boas práticas no resto mundo, em troca pelo experimentalismo de rastreios avulsos sem vislumbre da implementação de soluções que resolvam os problemas dos utentes de forma simples e imediata.”

A APLO defende que a implementação de consultas de saúde da visão, nos centros de saúde, realizadas por um Optometrista, permitiria uma redução significativa do impacto das doenças visuais, melhorando a prevenção, deteção e correção de erros refrativos de forma atempada, resolvendo assim mais de 80 por cento dos problemas da saúde de visão de forma imediata.

A Associação de Profissionais Licenciados de Optometria (APLO) representa os Optometristas, a maior classe profissional de prestadores de cuidados para a saúde da visão, em Portugal. Atualmente conta com cerca de 1.100 associados. A APLO é membro Fundador da Academia Europeia de Optometria e Óptica, membro do Conselho Europeu de Optometria e Óptica e membro do Conselho Mundial de Optometria.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close