Home » Atualidade » Nacional » CUF atribui Bolsas de Doutoramento em Medicina
CUF atribui Bolsas de Doutoramento em Medicina

CUF atribui Bolsas de Doutoramento em Medicina

A CUF atribui cinco Bolsas de Doutoramento em Medicina no valor de 100 mil euros, a projetos vencedores nas áreas de Neurologia, Medicina Intensiva, Anatomia Patológica, Ortopedia e Pediatria

Este √© o s√©timo ano que a CUF atribui Bolsas de Doutoramento em Medicina, sendo a cerim√≥nia de entrega das bolsas realizada hoje, no Centro do Conhecimento do Hospital CUF Descobertas. A cerim√≥nia decorre no √Ęmbito das 1as Jornadas de Investiga√ß√£o Cl√≠nica CUF – um evento que d√° a conhecer o contributo da CUF para a realiza√ß√£o de investiga√ß√£o cl√≠nica nos seus diferentes hospitais e cl√≠nicas, com a apresenta√ß√£o de resumos de ensaios cl√≠nicos, estudos observacionais e trabalhos cient√≠ficos realizados com bolsas atribu√≠das pela CUF.

Desde que foram criadas, em 2014, a CUF j√° atribuiu 34 Bolsas de Doutoramento em Medicina, no valor global de 680 mil euros, a profissionais de sa√ļde que trabalham na rede CUF e que est√£o a realizar programas de doutoramento em escolas de medicina nacionais.

Para Rui Diniz, Presidente da Comiss√£o Executiva da CUF ‚Äúeste investimento representa a cont√≠nua aposta da CUF no progresso da Medicina e da Ci√™ncia no pa√≠s, encarando o apoio √† participa√ß√£o de profissionais de sa√ļde em atividades de investiga√ß√£o e a coopera√ß√£o com institui√ß√Ķes universit√°rias como uma prioridade estrat√©gica para o desenvolvimento do conhecimento e consequente melhoria da presta√ß√£o de cuidados de sa√ļde √† popula√ß√£o‚ÄĚ.

Cinco projetos vencedores

Acidente Vascular Cerebral, Doença Respiratória Aguda, Carcinoma Tubo-Ovárico, Síndrome de Conflito Femoroacetabular e Diabetes Mellitus tipo 1 são o foco dos projetos de investigação selecionados para a atribuição das Bolsas de Doutoramento em Medicina da CUF.

Avaliadas por um j√ļri independente presidido por Ant√≥nio Rendas, professor catedr√°tico de Medicina e investigador, as Bolsas de Doutoramento em Medicina da CUF s√£o atribu√≠das a projetos de diferentes especialidades m√©dicas.

Com o estudo ‚ÄúAn√°lise de efetividade e utilidade das estrat√©gias de abordagem do Acidente Vascular Cerebral atrav√©s da metodologia de avalia√ß√£o de tecnologias de sa√ļde‚ÄĚ que pretende, avaliar o tratamento agudo do Acidente Vascular Cerebral (AVC) em Portugal, estabelecendo um conjunto de modelos de decis√£o, capazes de comparar o custo de cada AVC e os benef√≠cios em sa√ļde atribu√≠dos a cada estrat√©gia de tratamento, Miguel Rodrigues, neurologista na Cl√≠nica CUF Almada, recebe uma das bolsas.

Com o projecto de investiga√ß√£o ‚ÄĚDi√°lise Pulmonar ‚Äď utiliza√ß√£o da di√°lise convencional para remover o CO2 na insufici√™ncia respirat√≥ria aguda sob ventila√ß√£o mec√Ęnica‚ÄĚ, Tom√°s Lamas, especialista em Medicina Intensiva no Hospital CUF Tejo, √© distinguido com uma das bolsas. Os doentes em fal√™ncia respirat√≥ria grave sob ventila√ß√£o mec√Ęnica podem acumular CO2 em excesso no sangue e com elevada mortalidade. Esta tecnologia ainda tem constrangimentos t√©cnicos e efeitos secund√°rios relacionados com a anticoagula√ß√£o e risco hemorr√°gico, que n√£o contribuem para a situa√ß√£o delicada do doente. O trabalho premiado vai estudar um m√©todo alternativo, mais simples e sem o risco hemorr√°gico para o tratamento destes doentes.

Na √°rea de Anatomia Patol√≥gica, Catarina Alves do Vale, M√©dica Interna no Hospital CUF Descobertas, v√™ o seu ‚ÄúEstudo da oncog√©nese do carcinoma tubo-ov√°rico e indu√ß√£o de fen√≥tipo ‚ÄėBRCAness‚Äô como estrat√©gia terap√™utica‚ÄĚ premiado. O cancro do ov√°rio √© a principal causa de morte por neoplasias ginecol√≥gicas nos pa√≠ses desenvolvidos e sabe-se que as mulheres que herdam muta√ß√Ķes nos genes BRCA1 e BRCA2 apresentam maior risco de desenvolver este tipo de cancro. O projeto tem por objetivo atuar em dois pontos temporais distintos da doen√ßa. Por um lado, gerar conhecimento sobre os perfis moleculares das c√©lulas com muta√ß√Ķes BRCA, contribuindo para o desenvolvimento de estrat√©gias de preven√ß√£o de base imunol√≥gica. Por outro lado, explorar o efeito de f√°rmacos que reduzem a express√£o destes genes.

Pedro Dantas, ortopedista na Cl√≠nica CUF Alvalade e no Hospital CUF Descobertas √© tamb√©m distinguido pelo projeto ‚ÄúPress√£o e for√ßa de contacto na s√≠ndrome de conflito femoroacetabular tipo cam.‚ÄĚ A morfologia do tipo cam pode ser um fator de risco modific√°vel para a artrose da anca, pelo que uma interven√ß√£o precoce √© uma boa op√ß√£o em doentes jovens sintom√°ticos. O objetivo deste projeto premiado √© desenvolver uma c√Ęnula e um sensor espec√≠fico para a cirurgia artrosc√≥pica da anca, por forma a avaliar a for√ßa e a press√£o de contato femoroacetabular no CFA tipo cam e de que forma a remo√ß√£o do cam influencia estes par√Ęmetros. Prev√™-se assim a cria√ß√£o de uma nova ferramenta para confirmar uma corre√ß√£o √≥ssea adequada e otimizar a restaura√ß√£o da biomec√Ęnica da articula√ß√£o.

√Č tamb√©m atribu√≠da uma bolsa ao projeto ‚ÄúVes√≠culas extracelulares na urina: biomarcadores n√£o-invasivos da fun√ß√£o das c√©lulas ő≤ na diabetes em idade pedi√°trica‚ÄĚ de Joana Serra Caetano, pediatra no Hospital CUF Coimbra. Um dos maiores desafios na abordagem da Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1) √© a sua identifica√ß√£o numa fase precoce, antes da destrui√ß√£o das c√©lulas ő≤ pancre√°ticas, respons√°veis pela produ√ß√£o de insulina, ser superior a 70%. Neste contexto, este projecto pretende identificar, de forma n√£o invasiva, o in√≠cio do decl√≠nio da fun√ß√£o das c√©lulas ő≤ pancre√°ticas, atrav√©s da caracteriza√ß√£o de ves√≠culas extracelulares na urina em crian√ßas e jovens com diabetes. Prev√™-se que a defini√ß√£o deste biomarcador permita identificar uma janela de oportunidade para a utiliza√ß√£o de terap√™uticas, quer de preserva√ß√£o da fun√ß√£o pancre√°tica, j√° existentes, quer, futuramente, de tratamentos capazes de restaurar essa fun√ß√£o, alcan√ßando a cura da DM1.

A cerim√≥nia de entrega das bolsas conta com a presen√ßa da Presidente da Ag√™ncia de Investiga√ß√£o Cl√≠nica e Inova√ß√£o Biom√©dica, Catarina Resende Oliveira, com o Presidente do J√ļri, Ant√≥nio Rendas e com o Presidente da Comiss√£o Executiva da CUF, Rui Diniz.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.