Home | Cultura | Exposições* | Museu da Beata exposição repugnante de Lola NormaJean
Museu da Beata exposição repugnante de Lola NormaJean

Museu da Beata exposição repugnante de Lola NormaJean

LOLA NORMAJEAN, lança o Museu da Beata, uma exposição “repugnante” criada para desaparecer. Maria Beata, marca inovadora de cinzeiros portáteis, ironiza a “criatividade” daqueles que deitam fora as beatas de cigarro nos lugares mais inusitados.

A ideia parte de uma mecânica simples: encontrar beatas descartadas que se parecem com obras de arte ou monumentos, identificá-las com placas provocativas e limpá-las, não sem antes adicionar cada peça ao Museu da Beata, uma exibição numa galeria virtual no Instagram da marca.

Uma beata apagada sobre uma concha no areal torna-se a obra “O Nascimento da Parvoíce”, em comparação à grande obra de Botticelli “O Nascimento de Vênus”. Beatas organizadas em círculo são batizadas de “Stonehenge”, e quando postas sobre fezes animais tornam-se uma obra intitulada “Self-portrait”.

“O Museu da Beata é uma exposição criada para desaparecer. Ao transformar cada pessoa numa espécie de ‘curador de arte’, fazemos também com que se unam a uma taskforce que visa solucionar um problema de dimensões globais”, diz Leandro Alvarez, Chief Creative Officer da Lola-Normajean.

Além de consciencializar as pessoas a respeito da maior fonte de lixo dos oceanos, a ideia é também convidar toda a gente a encontrar estas obras repugnantes, fotografar e limpá-las. “Qualquer um pode ser um curador do Museu da Beata”, diz a criatividade, que também aponta uma solução muito mais simples para este problema ambiental: descartar corretamente as beatas nos cinzeiros portáteis da marca.

Aos que desejam ver todas as obras ou mesmo tornar-se curadores e submeter as suas “descobertas”, podem fazê-lo pelo perfil de Instagram oficial da marca: @mariabeata.pt. Toda participação é bem-vinda, afinal, quanto maior esta coleção insólita ficar, mais limpas ficarão também as ruas de Portugal e, por consequência, os oceanos.

FICHA TÉCNICA

Agência: LOLA NORMAJEAN
CEO: Rodrigo Silva Gomes
CCO: Leandro Alvarez
Art Directors: Pedro Martoli, Luis Borges
Copywriters: Fábio Loureiro, Enzo Sunahara
Planner: Matilde Silva Gomes
Account Director: Vanessa Henriques
Account Manager: António Quinta
TV Producer: Sandra Augusto

Produtora The End
Realizador: Filipi do Canto.
Fotografia: Mendo Dornellas.
Pós-produção Imagem e Som: The End

Cliente: Maria Beata – André Oliveira, Selma Mendes

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.