AI ganha apoios em defesa a população ROHINGYA

AI ganha apoios em defesa a população ROHINGYA

815

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, emitiu ontem à tarde, uma resolução, com uma mensagem muito clara: “Nem um só crime contra a população ROHINGYA em Myanmar, deve ficar impune”.

Apesar da recusa da China, Burundi e Filipinas que votaram contra esta resolução, foi entreaberta a porta que pretende levar a julgamento os principais responsáveis pelos crimes cometidos de forma indiscriminada, contra homens, mulheres e crianças daquela população.

Esta resolução, segue-se à decisão do Tribunal Penal Internacional, que vai investigar os milhares de deportações e crimes executados pelo exército Birmanês.

A resolução do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, vem coroar a ação da Amnistia Internacional, que durante cerca de um ano, levou a cabo uma campanha de sensibilização junto de governos e personalidades, reuniu a documentação das atrocidades cometidas pelo exército birmanês, recolheu assinaturas a nível mundial e distribuiu milhares de cartazes em Nova York, com a cara do oficial, responsável pela limpeza étnica.

A Amnistia Internacional afirma em comunicado que vai tentar que o Conselho de Segurança das Nações Unidas se pronuncie, acerca da tentativa de extermínio, que ocorreu naquele país asiático.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close