Ministros da Cultura ibero-americanos reuniram em Bogotá

Ministros da Cultura ibero-americanos reuniram em Bogotá

151

A XX Conferência Ibero-Americana reuniu em Bagotá na Colômbia, Ministros da Cultura e autoridades dos 22 países ibero-americanos, para debater a economia criativa, no ambito da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Realizada no Ministério das Relações Exteriores da Colômbia nos dias 17 e 18 de outubro, este evento foi considerado um dos mais relevantes da região em 2019, em matéria de políticas públicas culturais.

O encontro foi inaugurado pelo presidente do país anfitrião, Iván Duque; a Ministra da Cultura da Colômbia, Carmen Inés Vásquez; a Secretária-Geral Ibero-Americana, Rebeca Grynspan, e o Secretário-Geral da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), Mariano Jabonero.

“O acesso à cultura é uma base vital para a transformação social das nossas nações. Hoje temos aqui presentes ministros e ministras que trabalham todos os dias com dedicação para fazer da cultura um fator de desenvolvimento”, declarou o Presidente Duque.

Os governantes
acordaram impulsionar ações estratégicas para “estabelecer e desenvolver o Mercado Ibero-Americano de Conteúdos Originais das industrias culturais e criativas, com o fim de consolidar a economia criativa na Ibero-América, em alguns países denominada Economia Laranja”.

Para fortalecer a contribuição da cultura da região para a Agenda 2030, as autoridades solicitaram à Secretaria-Geral Ibero-Americana (SEGIB), em coordenação com a OEI, o desenho e a implementação da Estratégia Ibero-Americana de Cultura e Desenvolvimento.

Essa estratégia buscará “promover a transformação social, econômica e meio-ambiental da região, com atenção especial à diversidade cultural, ao patrimônio cultural e à igualdade de gênero”, além de promover as indústrias culturais e criativas para facilitar a inovação, a acessibilidade, a coprodução e a circulação de bens e serviços culturais.

“Nesta reunião, reafirmamos o nosso compromisso com a cultura e a Agenda 2030”, disse Rebeca Grynspan. “Devemos apostar em um novo diálogo intersetorial, entre diferentes níveis de governo e na geração de alianças inovadoras. Só assim poderemos contar com um mercado ibero-americano de bens culturais fortalecido e competitivo.”

A conferência fez parte das reuniões setoriais preparatórias para a XXVII Cimeira Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, a ser realizada em Andorra em novembro de 2020, e cujo tema será “Inovação para o desenvolvimento sustentável – objetivo 2030”.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close