Home | Sociedade | Notícia* | Um português entre os vencedores Uniplaces Scholarship
Um português entre os vencedores Uniplaces Scholarship
Mais de 1.500 candidaturas à quarta edição da "Uniplaces Scholarship"

Um português entre os vencedores Uniplaces Scholarship

A quarta edição da “Uniplaces Scholarship” contou com mais de 1.500 candidaturas de estudantes oriundos de 158 países, durante um semestre, serão distribuídos 20.000 euros em alojamento, aos estudantes que se distinguiram pelas boas ações praticadas.

O Portal Uniplaces, plataforma online para alojamento de estudantes universitários, anunciou os vencedores da quarta edição da “Uniplaces Scholarship”, que visa apoiar a mobilidade de estudantes internacionais e incentiva a prática de boas ações, iniciativa que este ano contou com um estudante português entre os vencedores.

Ao longo de três meses, mais de 1.500 estudantes de 158 países candidataram-se à bolsa de alojamento da startup portuguesa. O júri selecionou os dez vencedores que se destacaram pelos atos de bondade praticados, e que serão agora premiados com um semestre completo de alojamento gratuito.

Os vencedores da edição de 2017 da Uniplaces Scholarship:

Lucas, Brasil: “Boas ações geram boas ações” é o lema de vida de Lucas. O estudante apoia jovens brasileiros desfavorecidos na aprendizagem da língua portuguesa. Criou também um canal do YouTube, Pensarolando, que tem o objetivo de partilhar os seus conhecimentos e experiências enquanto estudante de Direito, que conta já com 1.800 subscritores. Fundou a UFF, compartilha!, uma comunidade no Facebook para partilha de materiais e outros recursos escolares.

Kafui, Gana: Utilizou os seus conhecimentos e experiência enquanto estudante de moda para criar uma parceria com a Fundação Pervita, e organizar um desfile solidário para o orfanato local Power of Love Home em Tema, no Gana. Kafui utilizou os lucros da sua marca de moda, House of Kendy, para disponibilizar tecidos, proporcionando em simultâneo alegria, capacitação e confiança a crianças entre os 6 e 13 anos de idade.

Geo, India: O estudante organizou um conjunto de workshops sobre redes sociais e blogging, duas das suas grandes paixões na vida. Os workshops contaram com a participação de mais de 200 estudantes. Paralelamente, Geo ainda conseguiu arranjar tempo para organizar sessões de employment training com empresas locais, para ajudar estudantes universitários que estavam a terminar os seus cursos.

Graziella, França: Em conjunto com dois amigos, Graziella criou a Students’ Shop, em Nantes-França, uma organização sem fins lucrativos para apoiar estudantes nacionais e internacionais, que estavam a entrar no ensino superior, com o objetivo de ajudá-los a encontrar alojamento a preços baixos. Dependem exclusivamente do donativo de colegas, da universidade e de eventos de angariação de fundos.

João, Brasil: Após realizar sessões de estudo com estudantes de Engenharia, João criou uma plataforma educativa premiada – Engenharia Fácil, que faculta recursos de estudo, teorias e resumos, exercícios e questionários para estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente com três anos de existência, a Engenharia Fácil já alcançou 250 mil alunos, oriundos de mais de 150 faculdades.

Beatriz, Brasil: Quando se apercebeu de que o Brasil figurava a 88ª posição de 127 no índice de Desenvolvimento de Educação para Todos da UNESCO, Beatriz tornou-se na líder de um programa de empreendedorismo para crianças, o Esag Kids. Além de ajudar a desenvolver s seus conhecimentos empresariais, o programa visa criar confiança, autodeterminação e proporcionar capacidades reais a crianças em Niterói, no Rio de Janeiro.

Enrique, Perú: O estudante de Ciências Genéticas tem desenvolvido atos de bondade desde os 13 anos, quando começou a fazer voluntariado com crianças, idosos e pacientes locais em hospitais locais. Atualmente é conselheiro na Universidad Nacional Mayor de San Marcos, onde apoia estudantes economicamente desfavorecidos, entre outras funções.

Philina, Alemanha: com um background em ciências, Philina faz voluntariado na Nakayale Private Academy, na Namíbia, com o objetivo de lançar as bases de um estudo médico para o desenvolvimento de crianças locais, especificamente no que se refere às suas habilidades motoras. Foundou também um programa de apoio chamado Build a Nest, Build a Future, em parceria com o ASC Göttingens, um programa-mãe de apoio a crianças através da educação.

Mario, Espanha: Com o apoio de outros estudantes, criou uma organização voluntária chamada Stages. As atividades incluem a disponibilização de alimentos e bebida amoradores locais, um programa big brother para apoiar as aulas da escola primária local e eventos de angariação de fundos. A Stages incentiva estudantes de intercâmbio a participar, para terem uma experiência local significativa em Pamplona.

André, Portugal: No verão, André viajou para Milão com o objetivo de ensinar inglês e funcionalidades básicas de TI arefugiados adolescentes e adultos. Mais do que professor, tornou-se num amigo, inclusive para Ousman, um rapaz gambiano que tem o sonho de se tornar rapper.

Na edição deste ano, a Uniplaces adicionou um novo recurso à iniciativa, o Map of Kindness, que permitiu localizar as candidaturas num mapa-mundo por país e universidade.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close