Mais de Metade dos 5000 hotéis Accor estão encerrados

Mais de Metade dos 5000 hotéis Accor estão encerrados

Atualmente, mais de metade dos 5000 hotéis e residências em 110 destinos, das marcas de Accor em todo o mundo, estão fechados, provavelmente acontecerá o mesmo a mais de dois terços nas próximas semanas. Uma boa notícia é a confirmação do início da recuperação do mercado hoteleiro Chinês, com ligeiras melhorias na ocupação e na atividade de Food & Beverage.

A abrupta deterioração da situação levou o Grupo a tomar medidas drásticas em todas as suas operações globais. Estas ações são indispensáveis para limitar o impacto nas receitas e na tesouraria, e necessárias para a recuperação pós-crise. Nestes tempos sem precedentes, o Grupo está, mais que nunca, junto dos seus colaboradores, parceiros e comunidades, proporcionando tempo, recursos e acesso à sua rede local e global.

As medidas de mitigação foram implementadas já em fevereiro. Dada a situação, o Grupo decidiu tomar ações fortes e incrementais. Globalmente, estas incluem:

-Proibição de viagens, congelamento de contratações, redução de horários e/ou licenças de 75% das equipas globais da sede para o 2º trimestre, resultando numa redução mínima de 60 milhões de euros em G&A (gastos de administração e gestão) para 2020,

-Revisão do plano de investimento recorrente para 2020, resultando numa redução de 60 milhões de euros em despesas de capital. O Grupo está a racionalizar ainda mais todos os outros custos (por exemplo, vendas, marketing, TI), em linha com a queda das receitas em todo o sistema.

Balanço Graças à sua recente estratégia de transformação e estratégia de preservação de capital, Accor pode contar atualmente com um balanço forte, com mais de 2,5 mil milhões de euros em dinheiro disponível, e uma revolving credit facility não utlizada de 1,2 mil milhões de euros. Embora muita incerteza permaneça sobre a duração desta crise.

O Grupo espera um impacto severo no seu desempenho para 2020, mas mantém-se otimista nas perspetivas a longo prazo da indústria hoteleira, tanto para Accor, como para os colaboradores, proprietários e acionistas.

Nesta situação incerta, o Conselho de Administração de Accor decidiu, no dia 2 de abril, complementar as ações de gestão acima descritas, com a retirada da proposta de pagamento de 280 milhões de euros em dividendos de 2019.

Depois de consultar os principais acionistas do Grupo, a JinJiang International, a Qatar Investment Authority, a Kingdom Holding Company e a Harris Associates, Accor decidiu atribuir 25% do dividendo previsto (70 milhões de euros) ao lançamento do “ALL Heartist Fund”, um fundo especialmente destinado à crise do Covid-19.

Este fundo irá ajudar sobretudo:

– Os 300.000 trabalhadores do Grupo, comprometendo-se a pagar as suas despesas hospitalares relacionadas ao COVID19, para aqueles que não têm segurança social ou seguro médico;

– Caso a caso, os colaboradores em licença temporal que sofram de grandes dificuldades financeiras;

– Caso a caso, os parceiros individuais que enfrentem dificuldades financeiras;

– Além disso, o Grupo irá ainda lançar iniciativas de solidariedade para apoiar os profissionais de saúde da linha da frente e as organizações sem fins lucrativos;

Esta iniciativa reflete a ambição do Grupo e dos seus acionistas de contribuir significativamente para as ações de solidariedade global, para fazer face à atual crise sanitária, ao mesmo tempo que planeia necessidades futuras.

Esta decisão recebeu o apoio unânime dos membros do Conselho de Administração que, coletivamente, decidiram reduzir os seus bónus de presença em 20% em benefício do “ALL Heartist Fund”. Além disso, Sebastien Bazin, Presidente e CEO de Accor, renunciará a 25% do seu pacote de compensação durante a crise. O capital equivalente também será destinado para o Fundo.

Sébastien Bazin, Presidente e CEO de Accor, comentou: “Acolher, proteger e cuidar dos outros está na essência do que fazemos. À luz da urgência e da dimensão da situação, decidimos agir de forma imediata e significativa, no espírito dos nossos valores e compromissos. Através deste gesto, queremos expressar a nossa solidariedade e gratidão a todos aqueles que demonstram coragem e generosidade durante esta crise.

Em nome do Conselho de Administração, gostaria de agradecer aos principais acionistas do Grupo. Sem eles, o “ALL Heartist Fund” não teria sido possível. Também quero prestar uma homenagem especial às equipas de Accor em todo o mundo. Enfrentam a atual crise com admirável coragem, dedicação e profissionalismo. À medida que a nossa indústria atravessa tempos difíceis, temos de tomar decisões difíceis, mas Accor tem um balanço forte que lhe permitirá resistir a esta crise e emergir com força durante o período de recuperação. Estou confiante de que Accor em breve redescobrirá o caminho para o crescimento.”

SOBRE ACCOR

Accor é um grupo líder mundial de “hospitalidade aumentada” que oferece experiências únicas em mais de 5000 hotéis e residências em 110 destinos. Há mais de 50 anos que o Grupo atua no setor da hotelaria, com um portefólio incomparável de 39 marcas de hotéis, desde luxo a económico, apoiado por um dos programas de fidelização mais atrativos do mundo.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close