O ZOE da Renault equipado com materiais reciclados

O ZOE da Renault equipado com materiais reciclados

254

O novo ZOE da Renault, já vem equipado com materiais que reduzem a pegada de carbono em 60%, face aos métodos de fabrico da componente textil, utilizado na atualidade.

Em 2015, o Grupo Renault iniciou o projeto “àfiler” (“fiar”), em parceria com a Filatures du Parc e a Adient Fabrics, para desenvolver e fabricar um produto têxtil distinto e inovador, feito exclusivamente de materiais reciclados.

Comprometido com a estratégia de integração crescente de materiais reciclados nos seus automóveis, o Grupo Renault, já equipa o novo ZOE com este inovador e patenteado produto têxtil, fabricado a partir de cintos de segurança, de desperdícios têxteis e da reciclagem de garrafas de plástico.

O processo tem início na Renault Environment, uma subsidiária do Grupo Renault criada em 2008, que se dedica à economia circular, na recolha de materiais que se destinam a uma “segunda vida”, como os desperdícios dos cintos de segurança ou resultantes da produção de outras fibras “virgens” para o sector automóvel.

Graças ao apoio técnico e financeiro deste projeto, a Les Filatures du Parc, desenvolveu uma nova linha de “desfibramento” industrial, adaptada à robustez e resistência dos cintos de segurança, um passo decisivo na preparação da matéria prima e na otimização do comprimento das fibras.

Depois de cortadas e retalhadas, as fibras têxteis, oriundas dos cintos de segurança, são misturadas com as fibras de poliester resultantes das garrafas plásticas que vão garantir a coesão da mistura de fibras, antes de passarem aos processos de cardação seguintes.

As tradicionais técnicas de cardação permitem obter um novo fio de tecelagem sem o recurso a qualquer transformação química ou térmica, desembaraçar e dividir, esticar, alinhar paralelamente e, por fim, torcer as fibras já completamente limpas de impurezas.

Este fio cardado 100% reciclado e patenteado em conjunto pelo Grupo Renault e pela Filatures du Parc, é aplicado no fabrico dos estofos e acabamentos interiores dos automóveis da marca.

Além das fibras recicladas, o Grupo Renault está a implementar muitos outros ciclos curtos e mais fechados para materiais como o cobre, plástico, platinoides e metais ferrosos ou não ferrosos.

O novo ZOE incorpora 17,5 kg de plásticos reciclados, alguns dos quais são utilizados, pela primeira vez na gama, em partes visíveis do habitáculo, por exemplo, bancos e vários elementos na zona do habitáculo.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close