Palmela avança para a execução da 2.ª fase do Hub10

Palmela avança para a execução da 2.ª fase do Hub10

273

Palmela aprovou o lançamento do concurso público para o projeto de execução da 2.ª fase da empreitada Hub10, a Plataforma Humanizada de Conexão Territorial, na freguesia de Quinta do Anjo. Esta fase da empreitada, com um preço base de 123.000 euros, visa projetar a beneficiação da Estrada dos 4 Castelos, no troço compreendido entre a zona de lazer de S. Gonçalo e a “rotunda da Makro”.

A Câmara Muicipal de Palmela, pretende qualificar a infraestrutura existente, melhorando as condições de segurança rodoviária e assegurar a mobilidade inclusiva, assente na articulação dos diferentes modos de circulação, nomeadamente peões, velocípedes, transportes públicos, individuais e de mercadorias. Nesse sentido, a estrada em questão será requalificada e criado um corredor ciclável e pedonal bidirecional, acessível, através da beneficiação da berma existente.

O projeto prevê, ainda, a criação de zonas de parqueamento e paragens para autocarros, com abrigo, bem como um cicloparque, especialmente, na zona de lazer perto da Rua de S. Gonçalo, além de soluções para a drenagem pluvial, para garantindo condições de segurança e minimizando encargos com a manutenção dos troços afeto

Recorde-se, que está a decorrer a 1.ª fase da empreitada, com os trabalhos de implantação de uma rotunda na Estrada de Vila Amélia a iniciarem em breve, após a conclusão das escrituras de alguns terrenos.

Esta intervenção termina no limite do concelho e orienta o tráfego rodoviário entre os Municípios de Palmela, Setúbal e Sesimbra, que apresentaram uma candidatura conjunta ao Portugal 2020, com vista à requalificação do eixo entre a EN379 e a EN10, articulando diferentes meios de transporte e interfaces de transporte público (caso da Estação Ferroviária da Penalva).

Segundo a autarquia, “trata-se de um forte investimento na requalificação urbana daquele território, bem como na mobilidade sustentável, com opções mais qualificadas e amigas do ambiente. Sendo uma área com grande dinamismo empresarial, pretende-se, também, contribuir para melhorar as condições de acesso às unidades ali sediadas e incentivar a fixação de novas empresas”.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close