Home » Atualidade » Europa » A transi√ß√£o energ√©tica vai acelerar na Europa
A transição energética vai acelerar na Europa

A transição energética vai acelerar na Europa

A crise energ√©tica dos combust√≠veis f√≥sseis resultante da invas√£o russa da Ucr√Ęnia melhorou a competitividade da gera√ß√£o solar e e√≥lica, o que est√° a impulsionar o uso de energias renov√°veis.

De acordo com o mais recente relat√≥rio divulgado pela Cr√©dito y Cauci√≥n, a transi√ß√£o energ√©tica vai acelerar especialmente na Europa devido √†s preocupa√ß√Ķes com a seguran√ßa energ√©tica. O cen√°rio de refer√™ncia utilizado pela seguradora de cr√©dito prev√™ que as energias renov√°veis alcancem os 45% da energia consumida na Uni√£o Europeia em 2030.

Reino Unido, Alemanha, Espanha e Países Baixos são os quatro mercados do mundo onde a energia solar e eólica tem maior protagonismo na geração de eletricidade.

Em termos absolutos, a China continuar√° a liderar o crescimento da capacidade renov√°vel nos pr√≥ximos anos. O motor asi√°tico j√° representa 40% da capacidade e√≥lica instalada no mundo (Estados Unidos, 16%; Alemanha, 7,7%; Espanha,3,3%), e 36% da capacidade solar instalada (Estados Unidos, 11%; Jap√£o, 8,8%; Alemanha, 6,9%). O seu apoio √†s tecnologias energ√©ticas limpas n√£o s√≥ obedece √† sua ambi√ß√£o ambiental de alcan√ßar emiss√Ķes net zero em 2060, como √† sua estrat√©gia de redu√ß√£o da depend√™ncia de importa√ß√Ķes de combust√≠veis. Atr√°s da China, a √ćndia e os Estados Unidos ser√£o os que mais capacidade solar v√£o acrescentar nas pr√≥ximas d√©cadas. A capacidade e√≥lica mundial tamb√©m vai aumentar, mas em menor escala que a solar, impulsionada pela China, pela Uni√£o Europeia e pelos Estados Unidos.

O aumento das capacidades solar e eólica está a produzir-se principalmente no setor elétrico. As energias renováveis já representam 28% da produção mundial de eletricidade. As quotas da eólica (7%) e da solar (4%) estão a crescer fortemente, aproximando-se paulatinamente da hidroelétrica (15%). Os quatro mercados do mundo onde a energia solar e eólica tem maior protagonismo na geração de eletricidade estão na Europa: Reino Unido (quota conjunta de 38%), Alemanha (32%), Espanha (35%) e Países Baixos (33%).

A procura de eletricidade aumentar√° fortemente √† medida que avancemos num mundo eletrificado e este crescimento far-se-√°, na sua totalidade, com energias renov√°veis. O cen√°rio de refer√™ncia da seguradora de cr√©dito, que assume que o cumprimento dos distintos compromissos energ√©ticos j√° anunciados pelos diferentes pa√≠ses e governos, prev√™ que a eletricidade renov√°vel represente 49% em 2030 e 80% em 2050. No cen√°rio alternativo, que passa por uma atua√ß√£o mais decisiva no sentido das emiss√Ķes net zero em 2050, prev√™-se um crescimento mais r√°pido at√© 61% em 2030 e de 88% em 2050. Ser√£o necess√°rios enormes investimentos para descarbonizar o setor energ√©tico.

A crise energ√©tica tamb√©m suscitou um interesse crescente, sobretudo nos Estados Unidos e na Europa, quanto ao uso do hidrog√©nio, que pode desempenhar um papel importante como alternativa ao petr√≥leo em setores onde √© dif√≠cil reduzir as emiss√Ķes como a ind√ļstria pesada, a navega√ß√£o ou a avia√ß√£o. Contudo, os elevados custos de produ√ß√£o e as limitadas infraestruturas de apoio dificultam atualmente esta substitui√ß√£o pelo que, de acordo com os distintos cen√°rios trabalhados pela seguradora de cr√©dito, a quota do hidrog√©nio apenas representar√° entre 2% e 6% em 2050.

Fonte: Crédito y Caución / CS

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.