Home | Cultura | Património | Cartuxa em Évora foi proposta a Monumento Nacional
Cartuxa em Évora foi proposta a Monumento Nacional

Cartuxa em Évora foi proposta a Monumento Nacional

O Grupo Pró-Évora avançou com uma proposta de classificação do Mosteiro de Santa Maria Scala Coeli, a Cartuxa em Évora, a Monumento Nacional.

A iniciativa que contou com o apoio de diversas personalidades pretende alargar a todo o cenóbio a classificação que em 16 de junho de 1910 foi atribuída à igreja do mosteiro, projetada no século XVI pelo arquiteto italiano Vicenzo Casale.

Enquanto proprietária do Convento da Cartuxa, a Fundação Eugénio de Almeida saúda a iniciativa por constituir um reconhecimento do seu valor intrínseco em termos arquitetónicos, artísticos e culturais, uma valorização dos laços profundos que o ligam à História da cidade de Évora e do País e um contributo para a sua projeção futura como lugar vivo e centro de espiritualidade cristã.

A iniciativa formalizada pelo Grupo Pró-Évora de propor a classificação da Cartuxa de Évora como Monumento Nacional “assume também um significado especial para a Fundação por constituir uma expressão do apreço das instituições e dos cidadãos da cidade por este espaço emblemático, exemplo de como o desenvolvimento de traços identitários e sentimentos de pertença numa comunidade são a fonte mais imediata para a salvaguarda do património cultural”, lê-se no comunicado da Fundação Eugénio de Almeida.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.