Home | Economia | Internet | Disparam as denúncias de Burlas Online em 2021
Disparam as denúncias de Burlas Online em 2021

Disparam as denúncias de Burlas Online em 2021

O crescimento exponencial das burlas online, são para já um alerta dirigido aos responsáveis pela segurança dos cidadãos, que obrigados a ficar em casa, recorrem massivamente ao online para terem uma janela com o mundo, o que tem estado a abrir portas aos burlões, criadores de novas vigarices.

Um exemplo do atual ‘status quo’, é Portal da Queixa (PQ) que registou no mês de Janeiro uma média de 20 reclamações por dia, relacionadas com burlas online, um total de 621 queixas, o que corresponde a um aumento de 71% face a janeiro de 2020.

Os dados da análise ao volume de reclamações recebidas pelo PQ, apontam para perdas dos consumidores, num valor superior aos 100.000 euros, só no mês de janeiro.

É urgente promover a literacia digital dos portugueses, defende o Portal da Queixa, que tem em marcha a campanha #NãoSejasPato que visa informar para os perigos online e potenciar o consumo seguro na internet.

Relativamente a 2021, a análise das reclamações do mês de janeiro, e respetiva comparação com o período homólogo, revela um crescimento exponencial do número de queixas face a janeiro de 2020: um aumento de 71%. Em janeiro deste ano, a maior plataforma global de comunicação entre consumidores e marcas do país, recebeu 621 reclamações, sendo que, em janeiro de 2020, foram registadas apenas 363 queixas.

Denunciando ter sido burlado em 1650€, Bruno Pinto é um dos consumidores portugueses que recorreu ao Portal da Queixa para reportar o seu caso de burla online: “Hoje fui burlado em 1650€ por ter dado o código que recebi em SMS por parte do burlão. Já coloquei o meu cartão em lista negra. Apresentei queixa no portal da queixa e amanhã vou a GNR.”

“O aumento da procura através dos canais digitais, por parte dos consumidores portugueses, é uma tendência que veio para ficar, criando pressão sobre as marcas ao exigirem a digitalização da grande maioria dos seus serviços. Esta nova realidade, veio potenciar os perigos que se escondem nas compras online. Para combater este problema, temos em marcha um movimento cívico que tem como objetivo aumentar a literacia digital e financeira junto dos consumidores portugueses, educando a sociedade de consumo para não cair em esquemas de fraude e burlas online.”, afirma Pedro Lourenço, CEO & Founder do Portal da Queixa by Consumers Trust.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.