Home | Economia | Empresas | A Brunswick amplia as instalações fabris em Portugal
A Brunswick amplia as instalações fabris em Portugal

A Brunswick amplia as instalações fabris em Portugal

A multinacional norte-americana Brunswick, especialista na conceção, construção e comercialização de produtos de entretenimento, atualmente a maior produtora mundial de barcos de lazer e de recreio, está a ampliar a sua unidade industrial, em Vila Nova de Cerveira. Alinhado com a sua estratégia de crescimento e expansão, este projeto permitirá à subsidiária portuguesa potenciar o aumento da sua capacidade produtiva e logística e tem conclusão prevista para junho do próximo ano.

A obra de ampliação foi entregue à Garcia Garcia, construtora especializada no design and build de edifícios industriais e logísticos. Para além da construção da nova nave industrial, a construtora também está a realizar trabalhos de melhoria nas naves já existentes, com o objetivo de otimizar os processos produtivos e as instalações da Brunswick.

O projeto consiste na ampliação das instalações da Brunswick, através da construção de uma nova nave industrial. Os trabalhos incluem a demolição de um edifício existente e a edificação de um novo, contíguo às atuais instalações da empresa. O novo edifício agregará uma área total de 5.200 m2, dos quais 4.000 m2 terão como destino o apoio à produção e 1.200 m2, em piso superior, terão como fim áreas administrativas e sociais.

“Este projeto, que reflete o dinamismo e a competitividade que a Brunswick Portugal tem vindo a revelar, tem como objetivo garantir um eficiente aumento da capacidade instalada orientado para a consolidação da sua liderança no mercado. Neste sentido, é bastante gratificante podermos fazer parte deste plano de expansão da Brunswick, contribuindo com todo o nosso know-how e experiência para que este projeto responda integralmente às suas necessidades”, sublinha Miguel Garcia, administrador da construtora.

A fase conceptual do projeto teve em linha de conta alguns desafios e condicionalismos, nomeadamente o espaço disponível e o facto de a empresa continuar a laborar, o que obrigou a um planeamento sólido e uma coordenação eficaz entre a Garcia e a Brunswick. Desta forma, todas as intervenções foram planeadas e estão a ser executadas de modo a não provocarem constrangimentos à normal atividade da Brunswick, sendo que a realização dos trabalhos em obra foi previamente pensada para garantir a segurança de todos os trabalhadores e a normal laboração da empresa.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.