Home | Economia | Marcas | As marcas Douro e Porto estão protegidas no Reino Unido
As marcas Douro e Porto estão protegidas no Reino Unido

As marcas Douro e Porto estão protegidas no Reino Unido

Com a saída dos ingleses da União Europeia, o Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP), avançou com um pedido de registo e de certificação das marcas,  “Douro”, “Porto” e “Port”, junto do Instituto da Propriedade Intelectual do Reino Unido (UK Intellectual Property Office).

Segundo o Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, o registo foi concedido em 10 de agosto de 2020 para as marcas de certificação “Douro” e “Port”, e em 11 de agosto de 2020 para a marca de certificação “Porto”, que passam a estar protegidas naquele importante mercado de exportação.

Gilberto Igrejas, Presidente do IVDP, referiu que até à ocorrência do Brexit estas denominações de origem estavam protegidas no Reino Unido ao abrigo da Regulamentação Europeia e do sistema de registo europeu de indicações geográficas (eAmbrosia). Todavia, a incerteza, que a esta data ainda se mantém, quanto à proteção de denominações de origem e indicações geográficas naquele país terceiro exigiu uma atuação preventiva do parte do IVDP, IP. Independentemente do resultado das negociações em curso e quanto a esta matéria, Porto, Port e Douro já estão protegidos no Reino Unido.

O Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I. P. (IVDP) é um instituto público, integrado na administração indireta do Estado, cabendo-lhe a certificação das denominações de origem Douro e Porto e indicação geográfica Duriense e, no decurso desta capacidade para a qual se encontra acreditado nacional e internacionalmente, o seu controlo, a sua proteção e defesa, assim como a promoção, no âmbito nacional e internacional.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close