Home » Desporto » Competi√ß√Ķes » Baja de Loul√© encerrou em festa a edi√ß√£o 2023
Baja de Loulé encerrou em festa a edição 2023

Baja de Loulé encerrou em festa a edição 2023

A Baja de Loulé que se disputou no fim de semana, consagrou Martim Ventura (Motos), Luís Fernandes (Quads), João Monteiro/Nuno Morais (SSV) e Tiago Reis/Valter Cardoso (Autos) os vencedores da edição 2023, na chegada ao Estádio do Algarve.

A serra do Caldeirão conheceu este fim-de-semana o seu momento anual de reencontro com a adrenalina do desporto motorizado, com os concorrentes das quatro categorias em liça a terem a sua base no Estádio Algarve, onde estava localizado o Centro Operacional da Prova, o Parque de Assistência e o Parque Fechado. A ação começou no sábado de manhã com o prólogo delineado em redor do Estádio Algarve, partindo depois os concorrentes para um setor seletivo de 163KM com partida e chegada na pista de motocross da Cortelha, percurso que repetiram no domingo.

Nas motos, Martim Ventura acabou por superar o favoritismo do pluricampeão António Maio, que tinha sido o mais rápido no prólogo, e terminaria o primeiro dia na liderança, mantendo-a até ao final da prova e alcançando assim a sua segunda vitória da época. A fechar o pódio ficou o algarvio Micael Simão, também o melhor classificado entre as TT3. Em TT1 o mais rápido foi Bernardo Megre.

Nos quads, a luta foi intensa entre João Vale e Luís Fernandes, com o regressado piloto do Can Am a terminar o primeiro dia na liderança mas a perdê-la para o Fernandes no domingo, que assim reforça a liderança do campeonato. Fernando Cardoso ficou na segunda posição, seguido de João Vale.

No que respeita aos SSV, depois do domínio dos dois Polaris da JB Racing no prólogo, o primeiro dia viu João Monteiro/Nuno Morais ficar na liderança para de lá não sair, apesar dos esforços de Gonçalo Guerreiro no primeiro dia e de Pedro Santinho Mendes/Mário Ourives no domingo, eles que ficaram na segunda posição, com Pedro e João Pinha a fecharem o pódio.

Na prova dos autom√≥veis, antevia-se o confronto entre as T1+ e os √°geis SSV com Tiago Reis/Valter Cardoso (Toyota Hilux T1+) a acabarem por dominar desde o pr√≥logo, n√£o obstante a press√£o alta feita por duplas como Jo√£o Dias/Jo√£o Miranda, Alexandre Pinto/Gon√ßalo Magalh√£es ou Lu√≠s Portela de Morais/Tom√°s Neves nos T3. O segundo dia de prova veria acontecer uma hecatombe entre estas tr√™s √ļltimas equipas, acabando o p√≥dio final por ficar completo com Jo√£o Ramos/Pedro R√© (Toyota Hilux T1+) e Armindo Ara√ļjo/Lu√≠s Ramalho que seriam os mais r√°pidos entre os T3. Nota ainda para a vit√≥ria entre os T4 para Rui e Bernardo Oliveira, nos T2 para Lu√≠s Caetano/Andr√© Couceiro (Nissan Pathfinder), em T8 para Georgino e Ruben Pedroso (Nissan Navarra) e T9 para Alexandre Ferreira/Ant√≥nio Castel√£o (Toyota Land Cruiser). Destaque tamb√©m para o ADESS el√©trico de M√°rio Franco/Sara Diogo que conseguiu chegar ao fim da prova e triunfar na classe de Energias Alternativas.

A Baja de Loul√© 2023 foi uma organiza√ß√£o do Clube Autom√≥vel do Algarve sob a √©gide da Federa√ß√£o Portuguesa de Automobilismo e Karting e da Federa√ß√£o de Motociclismo de Portugal, com o alto patroc√≠nio do Munic√≠pio de Loul√© e o apoio dos munic√≠pios de Tavira, Alcoutim, S. Br√°s de Alportel e Almod√īvar e do Medronhito do Caldeir√£o, tendo tido o selo de Ecoevento da Algar.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.