Home » Economia » Empresas » Registado o maior aumento de Insolv√™ncias em 2023
Registado o maior aumento de Insolvências em 2023

Registado o maior aumento de Insolvências em 2023

As insolv√™ncias mantiveram em outubro, a tend√™ncia de crescimento em termos hom√≥logos, como tem vindo a ser verificado ao longo de 2023, registando o maior aumento do ano. De acordo com os dados da COSEC ‚Äď Companhia de Seguro de Cr√©dito, o m√™s de outubro registou um aumento de 27% nas insolv√™ncias face ao mesmo m√™s de 2022.

As micro e pequenas empresas, com um volume de neg√≥cios inferior a 500 mil euros, continuam a registar o maior n√ļmero de insolv√™ncias, √† semelhan√ßa daquilo que tem acontecido desde o in√≠cio do ano. S√£o ainda os setores dos servi√ßos, da constru√ß√£o e do retalho que registam os valores mais altos em termos de insolv√™ncias neste m√™s de outubro.

Em termos geogr√°ficos, a tend√™ncia tamb√©m se mant√©m no m√™s de outubro e o Porto, seguido de Lisboa, s√£o os distritos onde se registam o maior n√ļmero de insolv√™ncias.

Este crescimento relativo às insolvências insere-se num contexto em que a economia europeia continua a ser influenciada pelas elevadas taxas de inflação, que tem retirado poder de compra às famílias e diminuído as margens de firmas, em particular alguns setores de atividade. As perspetivas da Allianz Trade indicam que Portugal está na lista de países que deverão registar os maiores aumentos em 2024, a par com Itália e Países Baixos.

‚ÄúA Zona Euro continua a enfrentar v√°rios desafios a n√≠vel econ√≥mico. Os principais mercados externos de Portugal est√£o tamb√©m a atravessar algumas dificuldades, o que se reflete na economia portuguesa. A Comiss√£o Europeia reviu em alta a taxa de infla√ß√£o em Portugal para 2023 e 2024, de acordo com as previs√Ķes de outono. J√° o crescimento, tamb√©m segundo estas estimativas, sofreu um corte. Neste sentido, acreditamos que a tend√™ncia de crescimento hom√≥logo nas insolv√™ncias poder√° continuar a ser verificada por mais algum tempo.‚ÄĚ, afirma Vassili Christidis, CEO da COSEC.

Embora as estimativas da líder mundial em seguro de crédito para a economia portuguesa, apontem para um crescimento do produto interno bruto (PIB) na casa dos 2,4% este ano e 1,2% em 2024, as perspetivas para economia da área do euro são cada vez mais desafiantes.

De acordo com especialistas da Allianz Trade, a Alemanha, uma das principais economias do bloco da moeda √ļnica, enfrenta perspetivas econ√≥micas pouco otimistas. As previs√Ķes estimam ainda que tr√™s em cada cinco pa√≠ses atingir√£o n√≠veis de insolv√™ncia empresarial pr√©-pand√©micos at√© ao final de 2024, incluindo mercados como os EUA.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.